Shows de Gusttavo Lima podem ser esquema com Governo Federal? Entenda

A CPI sertaneja está repercutindo

Goiânia, 30 de maio, por Ellen Alves. O caderno de entretenimento do site do Diário Prime traz hoje mais uma notícia sobre a nova polêmica CPI do sertanejo. Ou seja, após várias investigações sobre show’s em prefeituras do interior, surgiram novas informações envolvendo Gusttavo Lima.

 

Portanto, as notícias para o mundo do sertanejo não estão nada fáceis. Ou seja, alguns escândalos estão vindo a tona envolvendo cachês milionários para shows sertanejos em prefeituras do Brasil onde cantores exigem cachês e diárias de alimentação para banda equipe tudo com dinheiro dos cofres públicos.

 

Confira também este post que está bombando em nosso portal: Anitta debocha de Gusttavo Lima e CPI sertaneja: “tudo isso porque tatoei meu…”

 

Sendo assim, acompanhe mais essa notícia importante em nosso portal. Ou seja, você ficará por dentro de todas informações do mundo do entretenimento. O nosso blog é confiável e nossos redatores, profissionais. Além disso, no final da matéria deixe um comentário com sua opinião!

 

Veja também essa matéria relacionada: Gusttavo Lima investigado mais uma vez: cachê de 1,2 milhão e outras exigências para prefeitura

 
Show de Gusttavo Lima é acusado de esquema com Governo Federal
A chamada CPI sertaneja, se deu início quando o sertanejo Zé Neto, da dupla com Cristiano criticou a cantora internacional Anitta. Ele utilizou um palco no Mato Grosso onde estava fazendo um show para uma cidade da prefeitura. Ou seja, na situação ele criticou a cantora por uma tatuagem que ela fez na parte íntima e também atacou outros artistas que já captaram dinheiro da lei Rouanet.

 

Entretanto, a situação acabou saindo do controle quando começaram a investigar alguns shows como estes em cidades do Brasil. Logo após toda a repercussão o Ministério Público começou a investigar um show de Gustavo Lima que aconteceria em Roraima com o cachê de 800.000 para uma cidade de somente 8 mil habitantes. Além disso, mais um show realizado em Minas Gerais em Conceição de Mato Dentro com o cachê de 1,2 milhão. Esse acabou sendo cancelado após toda especulação.

 

Outra polêmica acabou surgindo esta tarde, pois o fundo que investiu 200 milhões para gerenciar a carreira de Gustavo Lima também recebeu 320 milhões do governo federal para oferecer empréstimos a micro empreendedores.

 

Sendo assim, os internautas começaram a juntar os fatos, se a empresa One7 foi criada no governo Bolsonaro e o BNDES emprestou 320 milhões para essa empresa, lógico que quem financia a carreira de Gusttavo Lima é uma empresa que também faz propaganda para Bolsonaro. Veja alguns tweets de internautas indignados:

Gustavo Lima é mais um típico bolsonarista que acusa a esquerda daquilo que ele faz.

— Pedro Ronchi (@PedroRonchi2) May 26, 2022

 

pic.twitter.com/4X1NpRshac

— Jussara Trajano (@TrajanoNogueira) May 26, 2022

Não saia do nosso site sem conferir essa matéria importanteExpulsão? Power Couple; Rogério surta e joga copo com água em Cartolouco

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Leia Mais

Política de privacidade e cookies