Vazou! Famosas que tiveram suas fotos íntimas divulgadas; veja agora

Confira alguns famosos que foram vítimas de crime virtual

Nova Mutum, 20 de maio de 2022, por Bruna Toledo – Hoje, no site Diário Prime, falaremos sobre alguns famosos que tiveram suas fotos íntimas divulgadas. Citamos nomes como Grazi Massafera. Confira logo mais abaixo.

Em março de 2018, surpreendentemente, começaram a circular fotos nuas da modelo e atriz Paolla Oliveira. As imagens foram feitas durante as gravações do filme “Assédio”. A atriz ficou, obviamente, furiosa, e chamou os responsáveis de “criminosos”, tomando medidas para identificá-los. Assim, Grazi Massafera e Carolina Dieckman passaram por situações parecidas.

Paolla Oliveira - Instagram Paolla Oliveira – Instagram
“O que esta pessoa ganhou com isso? Dinheiro, fama, cliques, likes, popularidade? “, questionou a atriz em uma publicação no Instagram.
Fotos de Grazi Massafera e Carolina Dieckmann
Assim, fotos da atriz Grazi Massafera nua, vazaram através de um celular hackeado. As imagens rapidamente circularam por toda a web. O hacker não foi encontrado, porém, o editor de uma revista brasileira foi indiciado por “repassar as imagens”. A defesa do editor alegou que as fotos foram publicadas, pois “havia um interesse público nas imagens’’. Anteriormente, em 2018, também havia vazado imagens de cenas da novela “ Do outro lado do paraíso” que também deixou a atriz bastante irritada.

Em 2012, a atriz Carolina Dieckmann, teve suas fotos íntimas divulgadas nas redes sociais. As imagens foram roubadas por hackers que invadiram o seu e-mail pessoal. De acordo com Carolina, o invasor exigiu 10 mil para não divulgar as fotos. Entretanto, a atriz não aceitou e teve as fotos vazadas.
“Tem um crime por trás, não foi ‘mandei e vazou’. Uma pessoa hackeou o meu e-mail, viu as fotos sensuais e tentou tirar dinheiro de mim”, afirmou ela.
Veja também Acabou? Paulo André descobre fala de Jade Picon e termina com influenciadora

Contudo, compartilhar as fotos ou vídeos íntimos de terceiros é crime. Então, o direito de imagem é considerado um bem jurídico indisponível e inviolável:

“Art. 218-C. Oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, vender ou expor à venda, distribuir, publicar ou divulgar, por qualquer meio – inclusive por meio de comunicação de massa ou sistema de informática ou telemática -, fotografia, vídeo ou outro registro audiovisual que contenha cena de estupro ou de estupro de vulnerável ou que faça apologia ou induza a sua prática, ou, sem o consentimento da vítima, cena de sexo, nudez ou pornografia: Pena – reclusão, de 1 (um) a 5 (cinco) anos, se o fato não constitui crime mais grave.”

Confira: Pabllo Vittar participa de Encontro e se emociona com relato da plateia

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Leia Mais

Política de privacidade e cookies