Givaldo Alves debocha de produtor de A Fazenda: “Eu que não quero participar”; confira

Nova Mutum, 26 de maio de 2022, por Debora Luiza – Hoje, o blog de entretenimento do Diário Prime, falará sobre Givaldo Alves. O “mendigo” disse que não quer participar de A Fazenda.

Primeiramente, Givaldo Alves, mais conhecido como “mendigo” ou “ex-morador de rua” ganhou notoriedade após a polêmica envolvendo o caso de traição com a esposa de um personal trainer em Planaltina no DF. O caso teve muitos desenrolares e fases desde a divulgação. O que parecia ser uma situação inusitada, acabou virando motivo de discussão e polarização na Internet. No entanto, tudo está “meio resolvido”.

Quem foi o grande amor de Roberto Carlos? Descubra agora

Foto: Givaldo Alves / Reprodução: Jornal de Brasília Foto: Givaldo Alves / Reprodução: Jornal de Brasília
Diretor de A Fazenda se pronuncia
Logo após rolar boatos de que Givaldo estaria em “A Fazenda 14”, Carelli se pronunciou, descartando essa possibilidade. “Pra deixar bem claro a todos. Nós não chamamos, nem chamaremos o Givaldo para participar da próxima temporada da Fazenda”, escreveu em seu Twitter.

Ademais, Carelli já havia desmentido o boato para a coluna de Léo Dias. O diretor declarou que está fazendo negociação da “Ilha Record” e que ainda nem pensou em A Fazenda. “Nem sondamos. Não chamamos ninguém para A Fazenda ainda . Estamos fechando o casting da ilha”, informou.

Urgente: Gisele Bündchen volta às passarelas e Kendall Jenner se preocupa; entenda o motivo

Givaldo Alves ironiza Rodrigo Carelli
Givaldo se manifestou por meio de sua rede social (Instagram) ironizando que não pretendia participar do reality. Ele falou que já tinha avisado publicamente que não tinha interesse em ir para o programa. O “mendigo” não disse o motivo, mas apenas ironizou após o diretor da Rede Record negar a confirmação de sua participação.
Outras notícias sobre Givaldo Alves, o “mendigo”
Contudo, vale ressaltar que o mendigo de Planaltina, já foi preso por furto qualificado e extorsão mediante a sequestro. O crime de furto aconteceu em 2001, porém, só foi condenado em 2005, quando Givaldo já estaria cumprindo outra pena por sequestro. O mesmo teria ficado preso em regime fechado por 17 anos e mais dois anos pelo crime de furto. Desse modo, no período em que ficou encarcerado, o Tribunal de Justiça de São Paulo descobriu que são registrados por ele três RGs diferentes.

Como está Roberto Carlos atualmente? Confira

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Leia Mais

Política de privacidade e cookies