Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

- Publicidade -

Você sabe qual a folha salarial do seu time no Brasileirão 2020? Valeu a pena?

O jornalista e comentarista esportivo, Jorge Nicola fez um levantamento e mostrou um comparativo entre o custo-benefício das equipes da Série A

A Série A do Campeonato Brasileiro terminou na última quinta-feira (25/02), com o Flamengo se sagrando o campeão do torneio nacional. Agora o torcedor quer saber, o quanto seu time gastou para disputar a competição? Valeu a pena? Qual era a folha salarial da equipe e a posição que terminou o campeonato? Veja a matéria que o Diário Prime preparou para você com base nas informações apuradas pelo jornalista esportivo Jorge Nicola.

Vale ressaltar que os dados foram coletados, segundo Nicola, diretamente com os dirigentes dos próprios clubes.

Folha salarial das equipes da Série A

Na casa dos R$ 2 milhões:

Segundo o jornalista Jorge Nicola, o Atlético Goianiense e Botafogo, tinham as menores folhas salariais do Campeonato Brasileiro.

Ao todo, tirando impostos, os times tinham uma folha de pagamentos de R$ 2 milhões por mês.

Enquanto o Atlético Goianiense se manteve na elite, ficando na 13ª colocação, o Botafogo foi o primeiro rebaixado da competição, com 27 pontos conquistados.

Mais de R$ 2 milhões de folha salarial

O Sport entra na lista dos times que gastaram mais que R$ 2 milhões. Ao todo, o rubro-negro gastou R$ 2,1 milhões por mês com a folha de pagamento dos seus atletas e comissão técnica. O time gastou pouco e não foi rebaixado para a Série B. Já o Goiás gastava 2,4 milhões e não conseguiu se manter na elite do Campeonato Brasileiro.

O Fortaleza, que se manteve na Série A graças a diferença do saldo de gols para o Vasco teve uma folha salária de R$ 2,7 milhões mensal.

Leia mais: Relembre as últimas vezes que Palmeiras e Grêmio foram campeões da Copa do Brasil

Na casa dos R$ 3 milhões

Coritiba é o time que gastava exatamente R$ 3 milhões por mês para pagar suas contas com o elenco e comissão técnica. Infelizmente o investimento não valeu a pena, uma vez que o time foi rebaixado e jogará a Série B em 2021.

Vindo de uma campanha de sucesso na Série B de 2019, o Red Bull Bragantino foi a sensação desta edição do Brasileirão. O time gastava R$ 3,2 milhões com sua folha salarial e ficou na 10ª colocação, com 53 pontos conquistados e uma vaga na sul-americana.

O Ceará puxa essa lista estando na 13ª maior folha salarial do campeonato brasileiro, com os valores na casa dos R$ 3,3 milhões. Já o Vasco, desembolsou 3,4 milhões para pagamentos mensais e foi rebaixado para a Série B. Não valeu a pena.

Você sabe qual a folha salárial do seu time no Brasileirão 2020? Valeu a pena?
Você sabe qual a folha salárial do seu time no Brasileirão 2020? Valeu a pena? | Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

O Bahia é o 11º colocado no quesito folha salarial do seu time na competição de 2020. O valor do compromisso da equipe baiana era de R$ 3,7 milhões. Esta que é a maior folha do futebol nordestino segundo Jorge Nicola.

Leia também: 4 jogadores que podem aparecer na próxima convocação da seleção brasileira

Veja abaixo o ranking com as 10 maiores folhas salarias dos times da Série A e suas posições no campeonato:

  • 10º – Fluminense – R$ 3,8milhões/mês – 5ª colocação;
  • 9º – Athletico Paranaense – R$ 4 milhões/mês – 9ª colocação;
  • 8º – Internacional – R$ 8,5 milhões/mês – 2ª colocação;
  • 7º – Santos – R$ 9 milhões/mês – 8ª colocação;
  • 6º – Atlético-MG – R$ 11,2 milhões/mês – 3ª colocação;
  • 5º – São Paulo – R$ 11,5 milhões/mês – 4ª colocação;
  • 4º – Grêmio – R$ 12 milhões/mês – 6ª colocação;
  • 3º – Corinthians – R$ 13,8 milhões/mês – 12ª colocação;
  • 2º – Palmeiras – R$ 14,5 milhões/mês – 7ª colocação;
  • 1º – Flamengo – R$ 23 milhões/mês – 1ª colocação.

Fique por dentro: Conheça os goleiros que fizeram mais defesas no Brasileirão 2020

A classificação após o término do campeonato brasileiro x folha salaria das equipes

Quem teve o melhor custo-benefício em relação à folha salarial:

  • Atlético Goianiense: ganhou 7 posições;
  • Internacional: + 6 posições;
  • Fluminense: + 5 posições;
  • Red Bull: + 4 posições.

Quem teve o pior custo-benefício em relação à folha salarial:

  • Corinthians: – 9 posições;
  • Palmeiras: – 5 posições;
  • Vasco: – 5 posições;
  • Coritiba: – 4 posições;
  • Bahia: – 3 posições.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.