Os improváveis: Relembre os azarões que venceram a Copa do Brasil

Passando por grandes clubes até chegar à final, conheça os surpreendentes azarões do título na história da Copa do Brasil

Entre a final de 2020, onde o Palmeiras foi campeão; e a primeira fase da edição de 2021, a história da Copa do Brasil traz surpresas e azarões em várias oportunidades. Assim, listamos aqueles clubes que deixaram todos de boca aberta ao conquistar a competição nacional.

Leia mais: Sem poder contratar, veja improváveis reforços para o Santos para 2021
Criciúma, campeão da Copa do Brasil em 1991
O primeiro azarão que se sagrou campeão desta importante competição nacional foi o aurinegro carvoeiro de Santa Catarina. Assim, o Criciúma deixou para trás adversários fortes e se tornou o primeiro clube a não estar na Série A do Brasileirão e conquistar a competição.

Na final contra o Grêmio, o Tigre catarinense jogou a primeira partida na capital gaúcha; empatando com o Imortal em 1 a 1. No entanto, o Criciúma segurou a equipe tricolor no Heriberto Hulse, e empatou em 0 a 0 no segundo jogo, em casa.

Dessa forma, o modesto time de operários da cidade de Criciúma se tornou o primeiro dos azarões a conquistar a Copa do Brasil.
Juventude, campeão da Copa do Brasil em 1999
Outra surpresa que também veio da região Sul, o clube da serra gaúcha empolgou torcedores e simpatizantes durante a disputa da Copa do Brasil em 1999. Dessa maneira, a equipe de Caxias do Sul superou grandes clubes e chegou à final do torneio.

Os improváveis: Relembre os azarões que venceram a Copa do Brasil. Imagem: Reprodução / Divulgação CBF Os improváveis: Relembre os azarões que venceram a Copa do Brasil. Imagem: Reprodução / Divulgação CBF

Conhecido na época como o “Terror dos Gigantes”, o Juventude aplicou resultados surreais, com as goleadas de 6 a 0 no Fluminense; e 4 a 0 no Internacional, num eletrizante confronto estadual na competição.

Assim, o Jú chegou à final do torneio contra o Botafogo, e não tomou conhecimento do alvinegro carioca. Sem o menor receio, o elenco da serra gaúcha venceu o Glorioso e se tornou o segundo azarão a vencer a competição em sua história.

Leia também: A Força do Interior: 4 times para ficar de olho no Paulistão 2021
Santo André, campeão em 2004
A terceira grande surpresa na história da competição foi o título da modesta equipe do Santo André, clube do interior paulista. Sem um grande elenco , a equipe foi deixando bons times para trás, e chegou até a final da Copa do Brasil de 2004.

Os improváveis: Relembre os azarões que venceram a Copa do Brasil. Imagem: Reprodução / Divulgação CBF Os improváveis: Relembre os azarões que venceram a Copa do Brasil. Imagem: Reprodução / Divulgação CBF

Na disputa pelo título, a equipe do ABC paulista se deparou com o poderoso Flamengo, mas simplesmente não tomou conhecimento do rubro-negro, empatando o primeiro jogo em 2 a 2 em São Paulo e vencendo por 2 a 0 em pleno Maracanã.
Paulista, campeão em 2005
No mesmo embalo do vencedor do ano anterior, o Paulista de Jundiaí foi a surpresa da edição da Copa do Brasil em 2005. Com orçamento e elenco limitados, foi incrível ver a equipe modesta do interior de São Paulo trespassando os adversários no mata-mata.

Os improváveis: Relembre os azarões que venceram a Copa do Brasil. Imagem: Reprodução Gazeta Press Os improváveis: Relembre os azarões que venceram a Copa do Brasil. Imagem: Reprodução Gazeta Press

Dessa forma, o Paulista chegou à final contra o Fluminense, mas não vacilou diante do Tricolor das Laranjeiras. Assim, a equipe do Paulista venceu o primeiro jogo por 2 a 0 e segurou o empate sem gols na segunda partida.

Logo, o Maracanã presenciou, por dois anos seguidos, a derrota de grandes clubes do Rio para equipes do interior de São Paulo.

Leia também: Entre retornos e estreias, conheça os azarões da Copa do Nordeste 2021

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Leia Mais

Política de privacidade e cookies