Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

- Publicidade -

Técnicos portugueses: o que os levaram ao segundo ano consecutivo na final da Libertadores?

Flamengo e Palmeiras chegaram a final da competição com técnicos de outra nacionalidade

Os técnicos portugueses atualmente possuem muito espaço no futebol brasileiro, principalmente pelo que já demonstraram serem capazes em estratégias, conceitos e ideias. Além disso, os treinadores desta nacionalidade estão pelo segundo ano consecutivo na final da Libertadores, Jorge Jesus em 2019 com o Flamengo e agora Abel Ferreira este ano com o Palmeiras.

Certamente os dois possuem similaridade na forma de trabalhar com o elenco, e se você quiser saber quais são, confira a matéria que o Diário Prime preparou nesta terça-feira (19/01).

Confira também: saiba quem foi o primeiro jogador brasileiro a fechar um patrocínio vitalício

Trabalho dos técnicos portugueses Jorge Jesus e Abel Ferreira

Técnicos portugueses: o que os levaram ao segundo ano consecutivo na final da Libertadores?
Técnicos portugueses: o que os levaram ao segundo ano consecutivo na final da Libertadores? – Foto: Getty Images

O trabalho executado pelos dois técnicos portugueses por clubes brasileiros, se assemelham bastante, apesar de atualmente Abel Ferreira ser considerado até superior ao colega português, Jorge Jesus.

Em 2019, Jorge Jesus conseguiu aproveitar os investimentos que o Flamengo estava fazendo no clube, e manter o time no topo dos campeonatos que disputou.

Já Abel Ferreira, chegou a ser chamado de “Jorge Jesus da vez” em 2020 e 2021, isso porque novamente um treinador português, criou tácticas em campo que conseguiu levar um clube brasileiro à final da Copa Libertadores.

Leia ainda: Alvo do Arsenal, Neto se tornaria o 5º goleiro brasileiro no futebol inglês

Características em comum dos dois técnicos

Rever os jogos

Se atentar aos detalhes dos jogos passados é uma similaridade entre os dois técnicos portugueses. Ambos se preocupam com os pormenores, que aconteceu nas partidas, e analisam como a equipe poderia ter sido diferente.

Atenção ao emocional e mental

Além do aspecto físico, a saúde mental e psicológica de um jogador de futebol é fundamental para um bom desempenho em campo. Tanto Jorge Jesus como Abel Ferreira presam por isso e dão atenção a esse quesito.

Jogo ofensivo

Uma das características das equipes quando comandadas pelos treinadores portugueses é em relação a agressividade. Os dois técnicos consideram importante o ataque persistente para criar chances de gols sempre que possível.

Entretanto apesar das semelhanças Abel Ferreira não gosta de ser comparado com o treinador compatriota e com nenhum outro técnico. Inclusive ele foi muito direto em uma entrevista coletiva do Palmeiras antes da disputa na vaga da final.

“Não gosto de fazer comparações porque não trabalho com o trabalho dos outros. Dependo do meu trabalho, dos meus jogadores, dependo da estrutura que tenho e já disse várias vezes e volto a repetir: oferece-nos todas as condições para que, em todos os jogos, nós possamos dar o melhor e ganhar”.

Certamente Abel Ferreira tem razão em ressaltar que treinadores trabalham, na maioria das vezes, com realidades diferentes, mas o que podemos garantir é que além da nacionalidade, Abel e Jorge Jesus têm em comum a participação na Libertadores com clubes brasileiros.

Você também pode gostar: Dupla Bavi corre risco de rebaixamento nas séries A e B

E você torcedor, acredita que Abel vai conseguir a vitória da Copa Libertadores, assim como foi com Jorge Jesus em 2019? Deixe seu comentário aqui embaixo.

A grande final da competição continental acontece no proxío dia 30, no estádio do Marcanã entre Santos e Palmeiras, às 17h.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.