Take a fresh look at your lifestyle.

Nova forma de conservação da história é lançada por Circo Crescer e Viver

Veja mais sobre o investimento do Circo Crescer e Viver para conservar a história da Cidade Nova no Rio de Janeiro.

Rio de Janeiro, 29 de junho de 2022, por Priscila Lívia — Você gostaria de saber mais sobre nova forma de conservação da história é lançada por Circo Crescer e Viver? Confira agora no Blog Diário Prime tudo sobre a proposta dessa nova plataforma. Saiba por que é vital saber sobre a história dos nossos espaços urbanos.
Confira nova forma de conservação da história lançada por Circo Crescer e Viver: espaços urbanos do Rio de Janeiro
O Circo Crescer e Viver muito conhecido por seus trabalhos de cunho social. Dessa forma, seu mais novo projeto, Território Inventivo, procura defender a população de Cidade Nova. Afinal, essas pessoas têm sido deixadas de lado em meio à urbanização.
Entenda a plataforma digital Território Inventivo
Assim nesta terça-feira, 28 de junho de 2022, o Circo Crescer e Viver lançou seu novo projeto, uma plataforma digital chamada Território Inventivo. Sua proposta é, sobretudo, resgatar a importância histórica do bairro fluminense.

Por anos, o bairro Cidade Nova usado para a expansão das atividades econômicas. Então, sua contribuição sociocultural tem apagada ao longo do tempo. Afinal, o bairro foi o berço de muitos ícones, como o samba e a própria imprensa.

Atualmente, a plataforma conta com 300 verbetes e fatos históricos da região. Além disso, suas informações contemplam o período de 1811, quando o bairro criado, até 2021. Tendo, ainda, uma galeria de fotos disponível ao público.
Como está o andamento da proposta da plataforma?
O Circo conta com uma equipe de pesquisadores liderada por Miguel Jost. Em suas descobertas, eles contam que o espaço que estudam foi vital para a identidade cultural carioca e, inclusiva, do Brasil moderno.

A forte presença de produção cultural no bairro atraiu muitas figuras importantes. Entre eles, poetas, cronistas e até pintores. Sobretudo, eles estavam em busca de inspiração por meio do fluxo artístico que ocorria ali.

Desse modo, é chocante observar a agressiva imagem que hoje o bairro apresenta. Afinal, há um grande contraste da riqueza cultural e pobreza material. Por isso, a valorização da cultura e os problemas de distribuição de renda devem ser repensados.
Cooperação
Miguel Jost ressaltou que a plataforma também abre espaço para a participação do público, que pode mostrar personagens e eventos não contemplados. Pesquisadores do Circo Crescer e Viver vão analisar as informações que podem ser incluídas no projeto.

Cidade Nova refere-se ao bairro da Prefeitura do Rio de Janeiro ao Campo de Santana, do Sambódromo à Fábrica Bhering, quase na Gamboa.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.