Top Stores

- Publicidade -

Vacinação contra Covid-19: aplicação começará dia 20 de janeiro em Curitiba

Top Stories Quanto ganha um piloto de avião? Veja as possibilidades

Em Curitiba, a vacinação contra a covid-19 se iniciará no dia 20 de janeiro. Esta notícia veio para alegrar todos os curitibanos, e dar um pouco de esperança para a cidade. Afinal, atualmente, ela encontra-se na bandeira laranja, de risco médio de contágio.

Ademais, você também pode gostar de: 200 vagas de emprego foram abertas após inauguração de grande empresa em Curitiba

De fato, a noticia da vacinação contra Covid-19 alegrou a todos
De fato, a noticia da vacinação contra Covid-19 alegrou a todos – Imagem: Pixabay

As afirmações são do Ministro da Saúde, Eduardo Pazzuelo, feitas na manhã desta quinta-feira (14). A vacinação contra Covid-19 começa oficialmente no Brasil no dia 20 de janeiro, às 10:00. No entanto, em Curitiba, as aplicações se darão no centro de vacinação do Parque Barigui.

Vacinação contra Covid-19

Pois bem, o Prefeito de Curitiba, Rafael Greca, confirmou que a vacinação irá começar para grupos prioritários. Ou seja, 70 mil profissionais de saúde e todos os 300 mil idosos.

Ainda segundo o Prefeito, a cidade vai seguir com o plano de imunização. No entanto, ainda não se sabe qual será a vacina. Tudo irá depender da decisão da Anvisa. “Depende da Anvisa. Vacina boa é aquela disponível”, disse Greca.

Ele afirmou em entrevista, que possui o capital de R$ 100 milhões do fundo de emergência de Curitiba. O dinheiro está totalmente direcionado para comprar as vacinas de uma vez.

Greco comentou também sobre sua intenção de adquirir vacinas da Índia para imunizar 35 mil funcionários da Prefeitura. Estes lidam direto com as pessoas, o que os coloca em risco eminente.

Ele também quer imunizar os terceirizados, como cobradores, motoristas, coletores de lixo, recicladores. Entretanto, o Prefeito ressaltou sua opinião sobre a quantidade de vacinas que o Brasil possui atualmente.

“O Brasil tem, no momento, 8 milhões de doses de vacinas, e isso é muito pouco pra necessidade do país. O Ministro deixou claro que as vacinas terão que ser feitas no país, tanto na FioCruz, quanto no Butantan, que têm tecnologia para isso”.

Portanto, leia também em nosso blog: Guarda Municipal também multará quem descumprir as regras de prevenção da pandemia

Como receber a vacina

A imunização irá começar primeiramente pelos profissionais da saúde. Logo em seguida, será a vez dos idosos entre 105 e 60 anos, por ordem decrescente dos grupos de prioridade.

Para receber a dose, não será necessário fazer cadastro nem ligar para o 156. A Prefeitura fará todo controle pelo APP de Curitiba, que é o Curitiba APP ou Saúde Já.  A chamada também será feita pelo noticiário e pelas redes sociais.

Quem estiver entre os chamados, mas não possuírem celular, podem receber a vacina apenas com um documento com foto e a carteira de vacinação. A Prefeitura garante que será feito um controle rigoroso.

Todos deverão receber a segunda dose do mesmo laboratório que a primeira. Por isso, necessitam da identificação correta de todos.

Por fim, o chamamento para a vacinação contra Covid-19 será feito pela equipe de imunização da Prefeitura. De fato, estão todos muito animados e esperançosos com essa novidade. A previsão da aplicação para aqueles que não são do grupo prioritário ainda não foi divulgada.

Então, continue lendo em nosso blog: Bruno Reis e Rui Costa se dizem preparados para vacinação contra Covid-19

Rate this post

Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News.
Comentários
Loading...