Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

- Publicidade -

Felipão encerra passagem pelo Cruzeiro com 55% de aproveitamento; veja números

Técnico deu adeus ao clube mineiro antes mesmo da última rodada da Série B

Chegou ao fim a segunda passagem do técnico Felipão dirigindo o time do Cruzeiro. Inicialmente contratado para um projeto de longo prazo, o treinador do pentacampeonato mundial com a Seleção acertou a rescisão amigável de seu contrato com o clube mineiro. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (25/01).

Felipão havia sido contratado no dia 15 de outubro de 2020, quando a Raposa vivia seu pior momento na Série B do Campeonato Brasileiro. Trazido de volta ao clube celeste com o objetivo principal de livrar a equipe de uma catástrofe – que seria a queda para a Série C – e ainda com a pequena esperança de conseguir lutar pelo acesso à Série A.

No entanto, o time cruzeirense nem sequer chegou perto de encostar nos quatro primeiros colocados do campeonato. O máximo que aconteceu foi ficar seis pontos atrás do G-4, no início do mês de dezembro. Porém, os resultados rapidamente voltaram “ao normal” e a equipe regrediu novamente, passando a ser mais uma vez postulante à queda.

Chegando o fim da temporada da Série B, o Cruzeiro conseguiu se livrar do risco de rebaixamento com três rodadas de antecedência. Mas, todo o desgaste gerado por uma campanha de parte inferior da classificação, aliado a problemas internos, políticos e financeiros, fizeram com que o técnico saísse do clube.

Confira os números da passagem de Felipão pelo Cruzeiro
Confira os números da passagem de Felipão pelo Cruzeiro (Foto: Divulgação / CEC)

Uma das principais razões para a quebra de contrato – que iria até o fim de 2022 – foi o fato de a diretoria cruzeirense não ter conseguido manter os salários em dia. Esta, inclusive, foi uma das promessas que levaram o técnico de volta à Toca da Raposa.

No início de janeiro de 2021, o clube novamente convivia com três meses de salários atrasados.

Leia mais: Vice-líder do Brasileirão, São Paulo não ganhou nenhum jogo este ano

Felipão deixa o Cruzeiro com números positivos, mas longe do ideal; confira

Luiz Felipe Scolari assumiu o time mineiro após as demissões de Enderson Moreira e Ney Franco apenas no primeiro turno da Série B. Os resultados que colocavam a equipe no fim da classificação foram os fatores para tantas trocas no comando.

Com a chegada de um treinador experiente, com rodagem em grandes clubes e seleções, a ideia era de conseguir colocar o time nos trilhos. O desempenho foi, de fato, positivo, mas ainda passou longe de ser o ideal para um clube com altas pretensões como o Cruzeiro.

Em 21 jogos comandados por Felipão na Série B, o aproveitamento dos pontos disputados chegou à casa dos 55,56%. Ou seja, ganhou mais da metade dos pontos que estiveram em disputa.

Foram nove vitórias conquistadas, com oito empates e apenas quatro derrotas. A equipe marcou 24 gols e sofreu apenas 16.

Pesou a favor do técnico o fato de ter conseguido acertar o sistema defensivo e obter média inferior a um gol sofrido por partida. No entanto, o fraco desempenho ofensivo dificultou que um maior número de vitórias fosse conquistado.

Leia também: Alvo do Corinthians, Gilberto é artilheiro do Bahia desde 2018

Números totais das passagens do técnico pelo clube celeste

Somando as passagens de 2000/2021 e 2020, Felipão encerra sua trajetória como treinador cruzeirense com um total de 49 vitórias, 31 empates e 16 derrotas.

Através de uma nota divulgada em seu site oficial, o Cruzeiro agradece ao técnico pelos serviços prestados:

“O Cruzeiro agradece e reconhece todo o trabalho, dedicação e profissionalismo de Felipão e seu staff para com o Clube neste momento importante, e deseja toda sorte e felicidade ao técnico campeão do mundo e sua comissão”.

Leia ainda: 5 reforços de peso em times que disputarão campeonatos estaduais

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.