Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

- Publicidade -

Fechamento do comércio por causa da COVID-19 em Belo Horizonte acontecerá à partir de segunda (11/01)

Prefeitura acaba de publicar o decreto que diz que somente os serviços essenciais podem funcionar

O decreto que a Prefeitura acabou de publicar no Diário Oficial não tem um tempo determinado. Pois, ele especifica apenas o fechamento do comércio por causa da COVID-19 em Belo Horizonte. A medida, que entrará em vigor na segunda (11/01), está dividindo opiniões.

Ademais, não deixe de ler: Curitiba Registra Menor Número De Casos Com Aranha-Marrom Dos Últimos 28 Anos

Os indicadores sugerem estado de alerta para a capital mineira
Os indicadores sugerem estado de alerta para a capital mineira – Foto: PBH

Segundo a fala do Prefeito Kalil, do PSD, em coletiva de imprensa feita na quarta-feira (06/01), haverá restrições sérias novamente. O fechamento do comércio por causa da COVID-19 em Belo Horizonte vai abranger todas as atividades, uma vez que restará apenas as essenciais.

Fechamento do comércio por causa da COVID-19 em Belo Horizonte faz a cidade retroceder

Alexandre Kalil afirmou que a decisão do retrocesso teve como base os índices de monitoramento. Dessa forma, tal ação durante a pandemia é de responsabilidade do executivo municipal, que está de olho no “termômetro” de contaminação do vírus.

Portanto, dados divulgados ontem (07/01) comprovam que a capital mineira está em estado de alerta quanto ao contágio do novo Coronavírus. Os leitos das UTI’s estão 85,1% ocupados, o que é um índice demasiado alto.

De igual modo, desde que a pandemia começou, BH teve 66.916 casos confirmados e cerca de 1.923 mortes por conta do vírus. Contudo, esses números podem ser ainda maiores.

Isso porque vários pacientes não foram notificados ou não tiveram o diagnóstico confirmado. “Avisamos, tentamos avisar”, disse Kalil, com o fechamento do comércio por causa da COVID-19.

Dessa forma, veja mais: Mais De 2,6 Mil Vagas De Emprego No Sine De Santa Catarina

O Prefeito de BH afirma que a vacina está chegando, mas o risco ainda é muito alto
O Prefeito de BH afirma que a vacina está chegando, mas o risco ainda é muito alto – Foto: Canva Pro

O que fica aberto em Belo Horizonte à partir de segunda (11/01)

Confira os serviços que se manterão funcionando, assim como em quais horários. Vale lembrar que o decreto tem tempo indefinido, assim como mudanças podem ocorrer a qualquer momento.

  • Agências bancárias – Qualquer horário;
  • Atividades industriais – Qualquer horário;
  • Bancas de revistas e jornais – Qualquer horário;
  • Casas de carnes – 07:00 até 21:00;
  • Casas lotéricas – Qualquer horário;
  • Comércios de frios e de laticínios – 07:00 até 21:00;
  • Comércio de gás – Qualquer horário;
  • Comércio de materiais de construção, madeiras e relacionados – 07:00 até 21:00;
  • Comércios de peças para veículos – 08:00 até 17:00;
  • Comércio de produtos ortopédicos e médicos – Qualquer horário;
  • Correios – Qualquer horário;
  • Farmácias (inclusive com manipulação e medicação para animais) – Qualquer horário;
  • Hipermercados e supermercados – 07:00 até 22:00;
  • Hortifrutigranjeiros – 07:00 até 21:00;
  • Óticas – Qualquer horário;
  • Padarias – 05:00 até 22:00;
  • Pequenos armazéns, mercearias e mercados – 07:00 até 21:00;
  • Postos de combustíveis – Qualquer horário;
  • Restaurantes (apenas retirada no local ou delivery) – Qualquer horário.

Mesmo com a fala do Prefeito dizendo que daqui a pouco teremos a vacina, os índices são alarmantes. Assim, ainda segundo Alexandre Kalil, as taxas altas de internações são o resultado das comemorações de fim de ano. Não é à toa que o fechamento do comércio por causa da COVID-19 em Belo Horizonte foi uma ação emergencial.

Conquanto, você pode se interessar por: Nota Premiada Bahia Ultrapassou Mais De Mil Contemplados Em…

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.