- Publicidade -

Grupo de Pix de 1 real: é seguro ou é cilada? Saiba do que se trata

Entenda em detalhes o assunto

Você já ouviu falar sobre grupo de Pix de 1 real? Essa é uma ação que tem envolvido brasileiros através das redes sociais, movimentando grupos em aplicativos de mensagens como Whatsapp e Telegram. Mas, será que isso é seguro ou é uma cilada?

Renda extra é algo que toda e qualquer pessoa deseja. O interesse é ainda maior quando a possibilidade é real e pode ser alcançada teoricamente sem muito esforço, necessitando apenas de um aparelho com acesso à Internet.

Já o Pix é um sistema de transações bancárias criado pelo Banco Central em novembro de 2020 e rapidamente tomou conta da preferência dos consumidores brasileiros quando falamos de transferências e pagamentos pelos métodos digitais dos bancos.

Grupo de Pix de 1 real é seguro ou é cilada? Saiba do que se trata
Grupo de Pix de 1 real é seguro ou é cilada? Saiba do que se trata (Foto: Freepik.com)

Sendo assim, misturando o desejo por renda extra, com a promessa de pouco esforço, e com o uso do Pix, surgiram os grupos que supostamente garantem dinheiro para o usuário.

O que é grupo de Pix de 1 real?

Os grupos funcionam com formato de indicação. A promessa é de que um usuário que investir R$ 1, vai ganhar R$ 5 rapidamente.

Para isso, precisará inicialmente fazer o pagamento de R$ 1 e conseguir novos indicados para entrar no grupo.

E é nesse ponto que começa o esquema. Só é permitido entrar no grupo com o pagamento de R$ 1 para quem está em sua vez.

Após uma rodada de cinco novos indicados, o participante vai para o fim da fila, passando a vez para outro ganhar R$ 5. E assim em diante.

Esse sistema não é seguro!

O funcionamento desses tipos de grupos depende de outras pessoas para se tornar sustentável, fazendo o dinheiro girar entre os próprios integrantes do meio.

Ou seja, pode, sim, ser considerado como uma pirâmide financeira.

Esse tipo de esquema é visto como crime no Brasil, de acordo com a Lei nº 1.521/1951, podendo render pena de até dois anos de prisão.

Funciona em formato de indicação desenfreada. Ou seja, não se sustenta. Se o esquema quebrar e ninguém mais entrar, a tática falha e quem não tirou seu lucro desejado, vai sair no prejuízo.

Ou seja, não é nada seguro. E pode, sim, representar uma cilada a partir do momento que só quem começou o esquema é quem tem a garantia de receber o investimento dos demais que entrarão com a promessa de que também vão ganhar dinheiro.

No entanto, não é nada garantido. O prejuízo vai acontecer à medida que o sistema começar a falhar. E com isso acontecendo, quem tiver investido dinheiro para entrar não receberá de volta.

Banco Central alerta e pede para usuários denunciarem grupo de pix de 1 real

Em uma nota enviada ao Jornal Extra, o Banco Central pede para que consumidores não entrem nesse esquema e que denunciem para autoridades policiais.

“Infelizmente, o Pix ou qualquer outro meio para a transferência de recursos podem ser usados por pessoas mal intencionadas para aplicar golpes. Desconfie sempre que uma oferta parecer boa demais para ser verdade, como ganhar muito dinheiro chamando pessoas para transferirem dinheiro sem motivo algum e ganhar uma parte desses valores. Nesse caso, não entre nessa e denuncie o esquema para a autoridade policial, que tem a competência legal para coibir esse tipo de crime”.

Por que os bancos querem tanto que você use o PIX?! Será que existe “almoço grátis”?

O PIX é uma ferramenta de transferência de valores entre contas bancárias, sem qualquer cobrança de taxas. Ele surgiu ao final de 2020 e desde então faz muito sucesso. Contudo, um fator chamou a atenção dos consumidores. Por que os bancos insistem tanto no cadastro e uso do PIX? Afinal, o que os faz promover algo que os faz perder dinheiro? Saiba mais no vídeo abaixo:

Comentários
Loading...