Take a fresh look at your lifestyle.

Varíola dos macacos tem alta na quantidade de casos confirmados

Veja como aumentaram os casos de varíola dos macacos na cidade do Rio de Janeiro.

Rio de Janeiro, 5 de julho de 2022, por Priscila Lívia — Varíola dos macacos tem alta na quantidade de casos confirmados no Estado do Rio de Janeiro. Confira no blog Diário prime nunca ouviu falar sobre a varíola dos macacos? Então, descubra agora tudo sobre a doença, e como evitar a contaminação.

Varíola dos macacos tem alta na quantidade de casos confirmados

A secretaria da saúde confirmou que até o momento há dezesseis casos de varíola dos macacos confirmados no Estado do Rio de Janeiro, e mais dez em investigação. Dos casos confirmados, dez foram diagnosticados no último domingo (03/07/2022).

Os enfermos vêm de todos os lugares

Apesar da alta de casos no terem sido diagnosticados do Rio de Janeiro, é importante frisar que os enfermos vieram de várias regiões do mundo. Inclusive, nenhum dos pacientes são cariocas.

O que fez com que os números aumentassem tão rápido?

Por ser uma doença que passa com o contato físico, épocas festivas tendem a espalhar o vírus facilmente. Desse modo, os números podem ter sido resultado das recentes comemorações juninas, uma vez que, é uma época comemorativa que incentiva o contato físico.

Quais medidas o Estado do Rio de Janeiro está tomando contra a varíola dos macacos?

Para controlar a doença, o Rio de Janeiro está isolando os casos suspeitos, além disso, está investindo de forma árdua em testes. Em casos suspeitos, o individuo pode ficar isolado por até vinte e um dias, pois esse é o tempo máximo de incubação da doença.

O que é a varíola dos macacos?

A varíola dos macacos é uma doença que teve origem nos macacos. Porém, hoje consegue contaminar humanos. Apesar de ser uma doença antiga, e anteriormente considerada encerrada, ela voltou com tudo para a atualidade, e está exalando rapidamente.

Como funciona a contaminação da varíola dos macacos?

Apesar de ser uma doença antiga, assim como todo vírus, ele sofreu mutação ao decorrer dos anos. Sendo assim, ainda está sendo estudado pela OMS, quanto a todas as formas de propagação. Porém, já confirmado que o contágio realizado através do contato.

Calma, não precisa ter medo de tocar nas pessoas! Para ser contaminado, a pessoa precisa ter contato com objetos que contenham o vírus ou gotículas exaladas pelas pessoas que está doente. Então, o contágio se dá através das relações sexuais, beijos ou até mesmo abraço.

Sintomas da varíola dos macacos

Os sintomas incluem febre, dor de cabeça, dores no corpo, lesões que podem se espalhar em todo o corpo, ademais e outras. Contudo, apesar dos seus serem sintomas fortes, a taxa de mortalidade atualmente é de 1%, por isso, tenha cuidado, mas sem desespero.

Preservem a vida dos macacos!

A doença começou com os macacos, porém o que está espalhando-a não são esses animais, mas sim os humanos. Então, quando ver um macaco ou roedores, é importante manter sempre a distância, mas não precisa ser agressivo com o animal.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.