Take a fresh look at your lifestyle.

A revitalização dos Arcos da Lapa é concluída

O branco foi recuperado

Rio de Janeiro, 12 de julho de 2022, por Priscila Lívia — A revitalização dos Arcos da Lapa é concluída que estava desde o mês de maio em etapa final. Foi concluída. Veja no blog Diário prime o símbolo, que é característico do Rio, voltou a ter seu charme conhecido.

A revitalização dos Arcos da Lapa é concluída

Os Arcos da Lapa se constitui em um dos grandes símbolos da cidade Maravilhosa. Enfim sua manutenção e conservação é um serviço importante tanto para os cariocas, quanto para os visitantes.

Preservação das características originais

Desse modo um símbolo para os cariocas, o monumento então tombado, portanto, precisa preservar as características antigas. Assim denominado no passado de Aqueduto do Carioca. É formado ao todo por 42 arcos.

Antes de tudo, os arcos medem e comprimento, aproximadamente 270 metros, tendo sua inauguração em 1750, visando o abastecimento da cidade. Desse modo, através da canalização das águas oriundas das cabeceiras do rio Carioca até o Chafariz do Largo do Carioca.

Foram seis meses de obra

A revitalização que teve orçamento de aproximadamente R$ 1,3 milhão teve duração de seis meses. Sendo concluída nesta última sexta-feira (8 de julho). A obra abrangeu também os locais mais próximos dos Arcos.

Como o pavimento da Praça Cardeal Câmara, o passeio em pedras portuguesas e o trecho da Ladeira de Santa Teresa. Então a Gerência de Monumentos e Chafariz, ligada à Secretária municipal de Conservação, foi a responsável pela supervisão da obra.

O serviço está previsto para ser concluído até o final do primeiro semestre de 2022, com orçamento de aproximadamente R$ 1,3 milhão. A equipe primeiro removeu os grafites espalhados pelo monumento e removeu o lodo que se formou em algumas partes da superfície devido à umidade da chuva.

Além do uso de andaimes, a Administração de Monumentos e Fontes conta com alpinistas industriais que se penduram a mais de 17 metros do solo para chegar ao topo da estrutura. Despindo-a com espátulas e escovas de aço. Posteriormente, a substância é aplicada e as pontas são pintadas de branco.

Recuperação da cor branca dos Arcos

Foi necessária a contratação de alpinistas industriais para alcançar os locais mais altos do monumento. Afinal e contas a altura é maior que 17 metros, não sendo possível aos andaimes alcançar as áreas mais altas. Assim havia pichações e limos (causados pela umidade) espalhados pela estrutura retirados antes de  aplicada a massa.

O branco intenso é talvez a característica mais marcante do monumento, e a recuperação foi feita por meio do uso de cal virgem. A caiação permitirá que a estrutura “respire” por baixo da pintura e não venha a se deteriorar.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.