Pilea Peperomioides: a planta do dinheiro, dicas rápidas de cultivo

Hoje vamos te ensinar algumas dicas para cuidar da planta Pilea Peperomioide. Essa planta é conhecida como a planta do dinheiro

Goiânia, segunda-feira, 28 de março de 2022 — Hoje vamos te dar dicas rápidas e objetivas para aprender a cultivar a planta Pilea Peperomioides. Essa planta está famosíssima no Instagram e no Facebook. É uma planta nativa da China e conhecida como planta do dinheiro chinês. Isso porque leva fama de ser uma planta da abundância. Sendo assim, confira nosso artigo de hoje.

Se interessou? Portanto, continue acompanhando a leitura que o Vida de Casa, do Diário Prime, preparou. Diariamente conteúdos incríveis para ajudar você a cuidar das suas plantas e da sua casa. Além disso, não se esqueça de compartilhar tudo que aprendeu por aqui. Você é muito bem-vindo para conferir nosso conteúdo.

Leia mais: 3 dicas sobre adubo que ninguém te contou: descubra os segredos
Pilea Peperomioides a planta do dinheiro
Segundo o portal Casa Vogue: a planta Pilea Peperomioides é uma das novas queridinhas para os amantes da jardinagem. Além disso, ela é uma planta chinesa e leva o nome de planta do dinheiro, também é conhecida como planta da amizade.
Dicas rápidas para o cultivo

Iluminação: sombra ou meia-sombra, onde receba apenas a luz solar indireta. Essa planta gosta de bastante claridade e de ambientes bem arejados. Evite locais escuros e fechados. A luz solar batendo direto na sua Pilea pode acabar queimando as folhas. Sendo assim, evite expor sua planta ao sol.
Substrato: deve ser cultivada em substrato rico em matéria orgânica e bem drenado, ou seja, com bastante nutrientes e que seja bem leve e soltinho. Receita de substrato: 1 medida de terra vegetal, 1 medida de húmus de minhoca ou esterco animal seco, 1 medida de fibra de coco ou cascas de pinus triturada ou cascas de arroz carbonizada e 1 medida de areia de construção ou vermiculita.
Regas: 2x por semana. Essa planta consegue armazenar água em suas folhas e caules. Por isso, tome cuidado com o excesso de água. Aprecia ambientes úmidos. Borrife água em suas folhas em períodos quentes e secos.
Adubação: faça adubações a cada três meses com húmus de minhoca ou bokashi e a cada 30 dias com o NPK 10.10.10 líquido.
Propagação: para fazer mudas é só cortar um dos seus brotinhos que nascem no caule da planta e plantar direto no substrato.

Você também pode gostar: 5 dicas sobre o que fazer com a rosa do deserto na época de chuva

Gostou do nosso conteúdo? Sendo assim, continue por aqui e descubra mais assuntos incríveis para te ajudar. Esperamos ter ajudado você com esse artigo. Deixe nos comentários se foi útil e se você gostou das dicas. Além disso, vamos deixar esse vídeo do canal “Um Botânico no Apartamento”, com um dossiê completo sobre essa planta.

Leia mais: Apodrecimento de raízes: descubra as causas desse problema nas plantas

comentários
Loading...