Calandivas e Kalanchoes: 4 passos para salvar essas plantas e florir mais

Você tem em casa as plantas Calandivas e Kalanchoes, mas pararam de florir? Hoje vamos te ensinar a salvar elas

O que você vai saber!

Continua depois da publicidade

Goiânia, terça-feira, 29 de março de 2022 — Essas plantas são conhecidas como plantas da fortuna. São famosas, e as mais conhecidas das suculentas. Além disso, são tão bonitas que podem compor decorações como casamento e outros. Entretanto, se a sua parou de florir, não se preocupe. Hoje vamos ensinar como salvar as suas plantas Calandivas e Kalanchoes.

Se interessou? Portanto, continue acompanhando a leitura que o Vida de Casa, do Diário Prime, preparou. Diariamente, temos conteúdos incríveis para ajudar você a cuidar das suas plantas e da sua casa. Portanto, você é muito bem-vindo para conferir nosso conteúdo.

Continua depois da publicidade

Leia mais: Os 3 segredos para cultivar plantas: dicas para o sucesso na jardinagem

Calandivas e Kalanchoes

Quando você compra ou ganha uma planta dessa, ela geralmente está no auge da sua floração. O melhor lugar para deixar essa planta é próximo de uma janela recebendo luminosidade difusa. Aquele sol da manhã ou finalzinho da tarde.

Continua depois da publicidade

Entretanto, com o passar do tempo elas param de florir, e começam a ficar feias. É aí que entra os cuidados e manutenções para ela poder florir novamente. Sendo assim, confira nosso passo a passo para salvar qualquer uma dessas duas plantas.

4 passos para salvar essas plantas

  • O primeiro passo é fazer a poda das flores, folhas e galhos secos. Essa poda de manutenção ajuda a estimular novas brotações e florações.
  • O segundo passo é fazer uma boa adubação orgânica com húmus de minhoca ou bokashi e torta de mamona. Depois de quinze dias pode fazer a adubação inorgânica com o NKP 04.14.08 para estimular a floração. As adubações orgânicas podem ser feitas a cada três meses e as adubações com o NPK a cada 30 dias.
  • O terceiro passo é cultivar suas plantas em locais onde recebam pelo menos 4 horas de sol por dia. A incidência direta de luz solar, ajuda no desenvolvimento e floração desse tipo de planta.
  • O quarto passo é fazer as regas de 2 à 3x por semana. Tome muito cuidado com o excesso de água, pois pode apodrecer as raízes das plantas.

Você também pode gostar: Hera: aprenda dicas incríveis para cultivar essa planta, confira

Gostou do conteúdo? Esperamos ter ajudado você com esse artigo. Deixe nos comentários se foi útil e se você gostou das dicas. Além disso, vamos deixar esse vídeo do canal “Vila Nina TV”, com mais dicas para cultivar essas plantas e salvá-las em caso de não florescer mais.

Leia mais: Dicas rápidas para fazer as orquídeas produzirem flores: confira

comentários
Loading...