A Prefeitura da cidade de  Campos, no Rio de Janeiro, decidiu que a partir desta segunda-feira,18, será aplicado o Lockdown em toda a cidade. De acordo com os dados informados pela prefeitura, a taxa de isolamento social no município de Campos, imposto em todo o estado imposta pelo governador Wilson Witzel, não ultrapassa os 45%.

 

Com taxas de isolamento tão baixas, a prefeitura decidiu pela implantação do Lockdown. A Prefeitura espera elevar a taxa de isolamento em até 80%. Outro fator determinante para a decisão da prefeitura, é o fato de o número de casos de COVID-19, na cidade, está subindo rapidamente. 

 

Só na última semana, o município contabilizou 130 casos confirmados, além de 7 novos óbitos, pelo novo coronavírus. O prefeito Rafael Diniz anunciou na última sexta-feira, (15), o lockdown no município a partir de hoje, (18), até 24 de maio. No último sábado (16), foi publicado um novo decreto com as regras gerais do lockdown.

 

Estarão permitidos o funcionamento somente de serviços considerados essenciais, como:  supermercados, farmácias, veterinários e serviços de telecomunicação.  Além disso,  prefeitura ainda pede para que circulam pela cidade, somente pessoas em caso de extrema necessidade. Além disso, após as 22h, somente os profissionais de saúde poderão circular, e também,  assistência social e segurança em trabalho ou cidadãos comuns em caso de emergência em saúde.  

 

Rigidez no lockdown

 

Além disso, o prefeito também se reuniu com as forças de segurança para alinhar os procedimentos a serem aplicados, a fim de garantir o cumprimento do lockdown, por parte da população do município. Além disso, o prefeito Rafael Diniz tenta evitar uma superlotação dos leitos da rede pública do município, que já estão quase em sua capacidade máxima. 

 

Os resultados do isolamento social no município foram obtidos graças a plataforma lançada pela Prefeitura chamada: “Fique bem, fique em casa”, que ajuda a controlar a taxa de isolamento social da população. O melhor resultado de isolamento social que a Prefeitura conseguiu, foi no último dia 03, quando atingiu 50%, após esse resultado, os índices apenas retrocederam.

 

Nesta semana o número de casos teve um aumento considerável, perdemos vidas e os leitos da rede públicas já estão ocupados em quase sua capacidade máxima. É preciso que todos entendam e colaborem neste momento. Quem puder, fique em casa”,  afirmou Rafael Diniz.

 

O quadro no Brasil

 

A manutenção pelo isolamento social, no Brasil, tem sido um dos grandes desafio durante a pandemia. Principalmente idosos, que devem assumir o isolamento como prioridade, tem não somente para proteção pessoal, mas também,  para a proteção de familiares e de todos.

 

O Isolamento social, além de diminuir a possibilidade de contágio pela doença, ajuda a não lotar o sistema público de saúde, que já atingiu o colapso em muitas cidades. São Paulo, ainda estuda a imposição do lockdown, mesmo sendo a cidade com o maior número de contaminados. Porém, pessoas próximas ao governador João Dória afirmam que o lockdown já é praticamente uma realidade.

 

No Rio de Janeiro, o governador Wilson Witzel não acatou a determinação presidencial e não permitiu a abertura de salões de beleza, entre outros tipos de comércio. Além disso, a taxa de isolamento no Rio de Janeiro, tanto quanto São Paulo está longe do ideal. Governadores têm lutado para manter o distanciamento, evitando uma crise maior e o colapso do sistema de saúde. Porém, o único que pode, de fato reverter o quadro é o povo, obedecendo às normas de proteção e isolamento.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here