Na manhã de ontem (19) a Prefeitura de Panambi – RS publicou uma nota enaltecendo o dia nacional da luta antimanicomial. Trata-se de uma iniciativa que busca chamar a atenção para o tratamento humanitário das pessoas que sofrem com problemas psiquiátricos. Ou seja, a Prefeitura de Panambi levantou as bandeiras e encampou a luta em favor dessas pessoas. Felizmente um ato da administração pública que tem a sensibilidade que a população de fato espera dos gestores municipais.

A nota da Prefeitura de Panambi relembra que o dia nacional da luta antimanicomial ocorre no dia 18 de maio. E que ela foi instituída na década de 80 como resultado das lutas de um grupo de 80 profissionais de saúde mental. Estes, indignados com a forma como as pessoas com problemas psiquiátricos eram tratadas nos manicômios, fizeram um manifesto. E assim, em decorrência disso, a situação começou a ser mudada. E felizmente os antigos manicômios foram substituídos por instituições mais adequadas.

De acordo com o que relata a Prefeitura de Panambi, os manicômios começaram a ser substituídos por uma rede de serviços comunitários. Daí tiveram início diversos serviços voltados para a preservação da saúde mental das pessoas, como pro exemplo: os centros de atenção psicossocial, centros de convivências e residenciais terapêuticos. Além disso, há as ações de saúde mental na atenção primária à saúde. Isto é, a administração pública se modernizou e aperfeiçoou o atendimento às pessoas com problema psiquiátricos.

E apresentando os seus resultados nessa luta, a Prefeitura de Panambi mostra sua estrutura para atender as pessoas com problemas psiquiátricos. O município conta com um centro de atenção psicossocial e com a psicoclínica. Nesses locais as pessoas que necessitam de atendimento têm acesso a ele de forma gratuita.

O dia nacional da luta antimanicomial precisa ser comemorado devido à sua significação histórica

Um passado negro de maus tratos nos manicômios ainda hoje povoa a mente das pessoas. E são enredos de filmes de terror. Porque de fato a situação das pessoas internadas nesses locais era aterrorizante. Conforme diz a própria Prefeitura de Panambi em sua nota, era preciso eliminar a prática de internação em hospitais exclusivamente psiquiátricos. Esses locais, além de gerar exclusão social, maltratavam as pessoas com a saúde mental comprometida. Portanto, de fato a administração pública precisava se posicionar.

Foi o que aconteceu. O dia nacional da luta antimanicomial ganhou proporções históricas e trouxe novas práticas para a administração pública. As pessoas que precisavam desses serviços passaram a ter atendimento humanizado. Pessoas com problemas de saúde mental não mais era tratadas como se não fossem seres humanos. Uma rede de apoio social foi criada para ajudá-las a melhorar sua situação e terem mais qualidade de vida. Ou seja, a administração pública acertou ao fazer essas mudanças de procedimentos.

À Prefeitura de Panambi e a todas as prefeituras que reconhecem o valor do dia nacional da luta antimanicomial, deve-se dar os parabéns. Pois essas prefeituras tornam menos desgastante o tratamento das pessoas com problemas psiquiátricos. E que essa rede de atendimento social a elas continue crescendo e se fortalecendo. Pois somente assim é que de fato o passado triste será finalmente esquecido.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here