(Reprodução/Internet)
(Reprodução/Internet)

A primeira pesquisa eleitoral na corrida presidencial do segundo turno entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) já foram divulgadas. É a primeira pesquisa do segundo turno e o levantamento dos dados é do Datafolha. De acordo com o instituto de pesquisa, se a eleição fosse no mesmo dia da pesquisa, Jair Bolsonaro seria o mais novo presidente do Brasil.

De acordo com o Datafolha, Bolsonaro tem 58% das intenções dos votos, já Fernando Haddad apenas 42%. Dados preocupantes para o PT, que busca retornar ao poder.

Leia Também: Haddad disfarça mas sabe que Bolsonaro poderá ser seu presidente, Silas Malafaia, R.R Soares, Claúdio Duarte e Valdemiro Santigo grava vídeo de apoio a Bolsonaro

Nessa corrida presidencial, o candidato Bolsonaro levaria vantagem, já que teoricamente poderia contar com a mesma porcentagem de votos que obteve no primeiro turno: 46%. Em sendo assim, o representante do PSL precisaria de mais 4%, somado com apenas mais 1 único voto, para ser o eleito o novo presidente do Brasil.

Informações do site Brasil 247, dão conta de que poderá haver uma distribuição de votos dos candidatos que ficarem de fora da disputa presidencial.

Confira um trecho da notícia do Brasil 247 sobre o cenário político:

A grosso modo, Bolsonaro teve 46%, Haddad 30% e os demais candidatos, 24%.

Detentor de 12,5%, Ciro deverá entregar, de acordo com o Datafolha, 70% para Haddad, ou 8% e 30% para Bolsonaro. É claro que, se ele entrar na campanha de Haddad para valer isso poderá mudar. Como ele é o maior doador de votos, a inclinação de seus eleitores para um ou outro poderá ser decisiva.

Os 4,7% de Alckmin tendem a ser divididos meio a meio: 2,4% para Haddad e 2,3% para Bolsonaro. Ele não vai apoiar ninguém.

O direitista Amoedo, que recebeu 2,5% entregará tudo para Bolsonaro, sem dúvida. Já declarou não à Haddad.

Os 1,2% de Meirelles, que fez um forte discurso contra Bolsonaro, mas tem eleitorado conservador, poderão se dividir entre os dois.

Bolsonaro deverá ganhar os 1,2% do Cabo Daciolo, além do 0,8% de Álvaro Dias.

Haddad herdará 1% de Marina e 05,% de Boulos.

Resumo da ópera, em números redondos: 12% para Haddad e 12% para Bolsonaro.

Resultado final provável da primeira pesquisa: Bolsonaro 58% (46% mais 12%), Haddad 42% (30% mais 12%).

Se Ciro conseguir direcionar todo o seu eleitorado para Haddad, nas próximas pesquisas, Bolsonaro perderá 4,5% e o placar ficará 53,5% para ele e 46,5% para Haddad.

Colabore, deixe seu comentário logo abaixo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here