Jair Bolsonaro publica foto com fuzil e critica estatuto do desarmamento

0
99

Como não poderia ser diferente, a viagem do presidente Jair Bolsonaro à Israel vem rendendo algumas polêmicas. Nesta segunda-feira, o Presidente da nação publicou uma imagem segurando uma arma de fogo, onde aproveitou a oportunidade para criticar o estatuto do desarmamento.

Na publicação, Bolsonaro afirmou que ”o que torna uma arma nociva depende 100% das intenções de quem a possui’‘ e ‘‘defendo a liberdade, com critérios, para cidadãos que querem se proteger e proteger suas famílias. Leis de desarmamento só funcionam contra aqueles que respeitam as leis; quem quer cometer crimes já não se preocupa com isso”, escreveu o Presidente em sua conta oficial no Twitter.

Jair Bolsonaro sempre foi um crítico ferrenho ao Estatuto do Desarmamento, desde a época de Deputado, quando defendia que o aumento da circulação de armas legalizadas no Brasil tornará o país mais seguro. Por outro lado, especialistas dizem que o efeito será o contrário, entendendo que o Brasil terá um aumento significativo no número de mortes por arma de fogo.

Uma das suas primeiras medidas como Presidente da República foi a assinatura de um decreto que visou a flexibilização da posse de arma de fogo em casa ou no local de trabalho (nesse caso a arma tem que ser do responsável pelo estabelecimento).  Outra hipótese é o cidadão comum poder andar com a arma na rua, o que é chamado de porte, mas ainda requer muito mais exigências.

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here