Divulgação Assessoria / Cézare Pastorello
Divulgação Assessoria / Cézare Pastorello

Apresentada pelo Senador Blairo Maggi, como Projeto de Lei do Senado 750/2011, a Lei de Gestão e Proteção ao Pantanal tem um nome bonito para uma finalidade obscura: ela reduz o que se considera Pantanal apenas às áreas alagáveis. Com isso, as áreas de planalto, onde estão as cabeceiras formadoras do Pantanal ficam totalmente desprotegidas.

O vereador Cézare Pastorello (Solidariedade), atendendo às demandas dos ambientalistas, convocou a audiência pública com o intuito de debater com a sociedade civil organizada os próximos passos para modificação dessa lei. A audiência realizou-se no dia 19/04, e lotou a Câmara de Vereadores.

“O Projeto de Lei do Senado ainda passará por diversas audiências públicas, e queremos que uma delas seja aqui em Cáceres. Atualmente, 75% da população do Mato Grosso vive na bacia do Pantanal. Com a aprovação da lei como está, nossas nascentes podem ser seriamente comprometidas, além de comprometer a saúde de toda essa população. Nós queremos o Pantanal por inteiro, e não pela metade”, afirmou o vereador Pastorello.

Divulgação Assessoria / Cézare Pastorello
Divulgação Assessoria / Cézare Pastorello

Com palestras de professores e consultores ambientais, ficou evidenciado que todos estão descontentes com a possibilidade do projeto ser aprovado.

“Essa audiência é uma preparação para a nossa participação na audiência convocada pelo Senado para acontecer na Assembleia Legislativa. Temos que nos movimentar, no mobilizar, proteger as cabeceiras do nosso Pantanal,” diz a professora Solange Ikeda, uma das líderes do movimento.

Os vereadores presentes aprovaram fazer um requerimento para que o Senado realize audiência pública em Cáceres. O requerimento deve ser apreciado no próxima sessão.

Confira mais notícias na cidade de Nova Mutum.

Colabore, deixe seu comentário logo abaixo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here