Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

- Publicidade -

Vivendo tempos difíceis, relembre 5 ídolos do Botafogo do passado

Apesar dos momentos difíceis atuais, o Glorioso já viveu grandes momentos; confira nomes que foram grandes craques do passado no Botafogo

De fato, esta temporada não tem sido fácil para a torcida do Botafogo. Tanto que já tem até torcedor pedindo pro STJD que não haja rebaixamento no Brasileirão deste ano. Embora os dias de hoje estejam ruins, o Botafogo teve grandes craques no passado. Confira aqui alguns destes nomes.

Veja também: 5 fatos inacreditáveis sobre o passado dos jogadores de futebol

Túlio Maravilha, artilheiro no Botafogo

Um dos jogadores mais irreverentes e debochados da história do futebol carioca, Túlio Maravilha foi um dos maiores ídolos atestados pela torcida do alvinegro carioca. Assim, Túlio conquistou a torcida e os títulos que pôde jogando pelo Botafogo.

O goiano Túlio Humberto Pereira Costa foi revelado pelo Goiás, mas foi no Glorioso que sua carreira despontou. Jogou em times grandes e pequenos, dentro e fora do Brasil; sempre conhecido como artilheiro por onde passava.

Túlio Maravilha vestiu o manto botafoguense em várias oportunidades diferentes: entre 1994 e 1996, depois retornando em 1998, voltou ao Glorioso em 2000; passou de 2010 a 2012; e por fim, se despediu da torcida alvinegra em 2018.

É considerado ídolo incontestável e é um dos maiores goleadores da história do Botafogo.

Gerson, o canhota de ouro

O canhotinha de Ouro jogou em grandes clubes brasileiros, mas o coração da torcida do Botafogo ficou com Gerson. Assim, o Craque é um dos lembrados entre os maiores ídolos da história do time da Estrela Solitária.

Campeão do Mundo com a seleção brasileira em 1970, Gerson defendeu também o Flamengo e o Fluminense no Rio; além de ter vestido o manto do São Paulo durante algum tempo.

Apesar da trajetória nos outros gigantes, o carinho da torcida botafoguense coloca Gerson, o canhotinha de Ouro, entre os craques mais amados do passado do Botafogo.

Leia também: Quase rebaixado, Botafogo começa planejamento para 2021

Amarildo, o substituto perfeito

O habilidoso ponta esquerda defendeu a camisa alvinegra em grande forma; e até hoje é lembrado como um dos grandes ídolos da história do Botafogo. Assim, o nome de Amarildo é associado à grande conquista da Copa de 1962.

Dessa forma, Amarildo eternizou seu nome na história do futebol quando substituiu Pelé após a lesão do rei no meio da Copa do Chile. Ovacionado ao retornar ao país; Amarildo se tornou figura importante da seleção brasileira e da história do Fogão.

Sérgio Manoel, pé de anjo no Fogão

Outro nome eternizado na história mais recente do alvinegro carioca, Sergio Manoel foi um meio campista fundamental ao elenco botafoguense nas conquistas do clube nos anos 1990 e 2000. Aliás, Sérgio Manoel era contemporâneo de Túlio no Glorioso.

Dessa forma, Sergio Manoel também foi um exímio cobrador de faltas; responsável por golaços de falta e cruzamentos na medida para as cabeçadas de Túlio Maravilha.

Vivendo tempos difíceis, relembre 5 ídolos do Botafogo do passado. Imagem: Reprodução Instagram @tuliomaravilha_oficial
Vivendo tempos difíceis, relembre 5 ídolos do Botafogo do passado. Imagem: Reprodução Instagram @tuliomaravilha_oficial

Garrincha, gênio das pernas tortas

A cereja do bolo, nunca é demais lembrar que Garrincha é o maior craque da história do alvinegro carioca. Lembrado em cada detalhe do futebol arte dos tempos de outrora, a figura de Garrincha se mistura ao nome do Botafogo neste momento mágico da história.

Portanto, é fundamental reverenciar as conquistas do gênio das pernas tortas, que driblava como ninguém e que subestimaram sua passagem pela seleção brasileira. Assim; o Botafogo vive a mesma melancolia de seu maior ídolo: a luta para ficar entre os mais ilustres nomes do futebol brasileiro.

Só o tempo dirá se o Botafogo permanecerá na elite do Brasileirão.

Veja mais: Botafogo tem o pior aproveitamento do 2º turno do Brasileirão; confira

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.