Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

- Publicidade -

Ponte Torta na Região Central das Minas Gerais se torna “ponte da morte” com acidente de caminhão

A queda do veículo na cidade de João Monlevade na tarde de ontem (13/01) deixou quatro mortos

Um caminhão caiu da chamada “Ponte Torta” em João Monlevade, Região Central das Minas Gerais. O trecho da BR-381 foi o mesmo onde caiu um ônibus, em dezembro do ano passado, quando 19 pessoas morreram. Agora, o local é tido como “ponte da morte”.

Portanto, leia também: 200 Vagas De Emprego Foram Abertas Após Inauguração De Grande Empresa Em Curitiba

A ponte é demasiada alta
A ponte é demasiada alta – Foto: Corpo de Bombeiros

Encontrou-se, através dos trabalhos do Corpo de Bombeiros, o caminhão  a aproximadamente 20 metros da superfície. De acordo com informações dadas pelos profissionais do regate, 4 vítimas foram fatais.

Ponte Torta em João Monlevade se torna a “ponte da morte; buscas se estenderam até a noite

A tarde de ontem (13/01) foi marcada por mais um acidente no trecho da BR-381, na cidade de João Monlevade, onde aconteceu uma tragédia há pouco mais de um mês. Antes, um ônibus caiu da ponte, matando 19 pessoas. Dessa vez, um caminhão fez 4 vítimas fatais.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o veículo caiu dentro do Rio Piracicaba, pois o motorista acabou perdendo o controle da direção. O caminhão ficou completamente submerso, com quatro ocupantes dentro.

Ao que parece, esse caminhão é propriedade da JKS Mineradora e saiu, à serviço, de Jaguaraçu. Os 4 funcionários da empresa seguiam para Conceição de Piracicaba fazendo o transporte de asfalto. Quando identificou que algo não estava certo, a JKS Mineradora tentou contatar os colaboradores, mas não obteve sucesso.

As buscas começaram por volta das 16:00, reunindo equipes de mergulhadores da cidade de Itabira, bem como militares belo-horizontinos. Os pontos de procura eram aqueles em que o rio possuía a profundidade de até os 20 metros, onde teriam mais chances de encontrar o veículo.

Ademais, confira também: SBT bate recorde de audiência com Palmeiras x River Plate

No entanto, somente no período da noite é que os bombeiros localizaram o caminhão, mas não encontraram nenhuma vítima. Isso porque a visibilidade era baixa, assim como os riscos da operação eram grandes para que as atividades continuassem.

Dois acidentes parecidos em pouco tempo: maior cuidado dos motoristas e ações imediatas das autoridades

De acordo com informações dadas pelos profissionais do regate, 4 vítimas foram fatais
De acordo com informações dadas pelos profissionais do regate, 4 vítimas foram fatais – Foto: Corpo de Bombeiros

Luciano Araújo é coordenador de um movimento da região: o Nova 381. O especialista diz que realmente impressiona que a Ponte Torta tenha dois acidentes similares em tão pouco tempo.

Assim, os acontecimentos se tornam mais do que um alerta, não só para os motoristas que circulam pelo trecho, mas para as autoridades. A duplicação da via já era para ter sido feita há um tempo, portanto, as obras estão atrasadas.

Se as ações necessárias tivessem sido executas, provavelmente a população não veria acidentes do tipo. Afinal, a pista é simples, bem como a – agora chamada – “ponte da morte” é muito alta.

O Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) afirmou mesmo a ponte apresentando boa infraestrutura e conservação, serão feitas melhorias. O órgão estudará meios para sinalizar e implantar alguns dispositivos para maior segurança na Ponte Torta em João Monlevade.

Portanto, não deixe de conferir: Com risco gravíssimo em várias regiões, Justiça de SC determina 10 dias…

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.