Diário Prime o portal de notícias de Mato Grosso!

Looks like you have blocked notifications!

O domínio do Bayern na Bundesliga levou ao prejuízo alemão no palco continental

A região sul da Alemanha, onde se encontra o estado da Bavária, é uma das mais ricas do país. Uma economia pujante cujo um dos grandes centros é Munique, de onde também sai o maior time do país, o Bayern.

O maior time da cidade, que domina o cenário de futebol além dos confins de Munique, exerce uma influência enorme sobre a liga alemã e os times que temporada após temporada, terminam o ano bem abaixo dos gigantes. Influência que em tempos de outrora já foi positiva fora do campo, e que hoje se torna cada vez mais tóxica dentro dele.

Falando da influência positiva, o Bayern ajudou a salvar os seus maiores rivais domésticos da atualidade, o Borussia Dortmund, da extinção. O Dortmund em 2002 acumulou uma quantidade quase infindável de dívidas, que os levaram próximos da falência. A razão pela qual a opção calamitosa não foi selecionada? O Bayern, que auxiliou na recuperação do Dortmund com empréstimos e arrecadação de receita em amistosos indo direto para os bolsos dos aurinegros.

Fonte: Pixabay

Entretanto, desde estes anos o Bayern tem agido como um grande monopolizador dos grandes talentos que surgem das academias de futebol alemãs. Como o maior time do país, grande parte dos jogadores desejam atuar pelos bávaros não só por questões financeiras, mas também pelo status de perenes campeões domésticos e competidores regulares por um troféu continental como a Liga dos Campeões da Europa.

O domínio é mostrado quando vemos as expectativas quanto ao futuro campeão do torneio de ligas da Alemanha. As apostas da Betfair dão chances de 1.2 para a conquista da Bundesliga pelo Bayern, contra 4.0 do rival Dortmund. Somente na Serie A italiana, onde a Juventus conquistou o título com antecedência impressionante, pode ser encontrado um domínio parecido.

Todavia, o formato de acumulação dos melhores talentos alemães não tem mais dado certo no nível europeu. Em anos recentes, o Bayern conseguiu levantar o troféu da Liga dos Campeões em 2013, vencendo o próprio Dortmund na final por 2 a 1, após bater na trave em 2010 e 2012. Eles também chegaram às semifinais do torneio em quatro das cinco temporadas após o título de seis anos atrás.

Porém, na temporada atual o Bayern foi eliminado de forma solene pelo time inglês Liverpool, ainda nas oitavas de final. Foi o mesmo resultado que tiveram o Dortmund e o Schalke, os dois times que avançaram da fase de grupos para os “playoffs” da Liga.

Fonte: PxHere

É uma falha de dimensões monumentais para o país que já teme o futuro de uma seleção que na Copa do Mundo passada, foi eliminada na fase de grupos. Os talentos que carregaram a Alemanha até o título de 2014 no Brasil foram deixados de lado pelo técnico alemão Joachim Löw com poucas ressalvas esse ano, haja vista a queda rápida e repentina em performance desses atletas.

Atletas esses que hoje integram times alemães, incluindo o Bayern, e que não conseguem elevar suas performances na hora de confrontos importantes no palco continental. Atletas que largaram times menores da Alemanha em tenra idade para assumirem postos no Bayern, se desenvolvendo como jogadores em um time já recheado de talentos ao invés de apostarem em seus próprios clubes desenvolvedores.

A reversão dessa situação é sem dúvidas viável. Mas para isso, o Bayern vai precisar deixar de abrir mão do espírito predatório que marcou suas janelas de transferências por tantos anos.

Looks like you have blocked notifications!
Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Leia Mais