Top Stores

- Publicidade -

Açougueiro mestre: Ritual Canibal de Rothenburg, conheça Armin Meiwes em vídeo

Top Stories Horóscopo do dia: como é no signo de Aquário a personalidade feminina

Você já ouviu falar no caso do açougueiro mestre, ou o Ritual Canibal de Rothenburg? Pois se nunca ouviu e quer conhece essa védica historia esta no lugar certo. Vale avisar de antemão que esse fato envolve canibalismo, que é o ato de comerem pessoas mortas.

Tudo começa com um alemão conhecido como Armin Meiwes, intitulado como o Açougueiro Mestre, Der Metzgermeister ou Canibal de Rothenburg. Ele teria nascido na cidade de Esse, na Alemanha em 1 de dezembro de 1961, de acordo com informações disponibilizada na Deep Web e na internet aberta, o Armin Meiwes era um jovem solitário.

O desejo de comer carne humana surgiu ainda na infância. O jornal BBC News no ano de 2006 fez uma publicação sobre o caso e disse que o mesmo teve uma vida totalmente tranquila.

Porém foi no ano de 2002 que o caso envolvendo  Armin Meiwes se tornou conhecido pelo mundo todo, nessa época ele teria conhecido a Deep Web e foi nesse lugar que ele também descobriu um fórum por nome The Cannibal Cafe na internet. Nele, pessoas alimentavam fetiches em canibalismo.

Pasmem e acreditem se quiser, nesse mesmo fórum havia pessoas que se ofereciam para serem consumidas como carne humana. O fórum esteve no ar entre os anos de 1994 e 2002.

Armin Meiwes estava a procura de pessoa forte, de 18 a 30 anos de idade, para serem mortas e consumidas posteriormente, nessa procura o açougueiro mestre conheceu o engenheiro de computação Bernd Jürgen Armando Brandes.

Armin Meiwes
Armin Meiwes

Depois de longa conversa os dois resolveram se encontra em março de 2001 para concretizar o plano.

Antes desse ritual macabro, Meiwes e Brandes fizeram sexo. A vítima consumiu 20 comprimidos para dormir e meia garrafa de bebida alcóolica.

Dessa forma, Meiwes o esfaqueia no pescoço seccionando a cabeça do resto do corpo.

Ele pendurou o cadáver no gancho de açougueiro e começou a fatiá-lo. Todo o incidente foi gravado em um vídeo com quatro horas de duração.

Após o assassinato, Meiwes confessou que congelou partes do corpo e guardou para ir comendo ao longo dos próximos meses. Ao todo foram 20 kgs.

Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News.
Comentários
Loading...