No tapetão: 5 casos do futebol brasileiro que foram parar na Justiça

Embora torcedor do Botafogo tente salvar time no tapetão, quem é o maior beneficiado no futebol brasileiro é o Fluminense; confira

0

Ao longo desta semana vimos um torcedor do Botafogo entrar com um pedido junto à Confederação Brasileira de Futebol: o não rebaixamento no Brasileirão 2020. Assim, ele alimentou uma polêmica que já houve em outras ocasiões do futebol brasileiro. Listamos algumas célebres neste conjunto de polêmica, confusão e tapetão. Confira.

Veja também: Fluminense ganha retorno de camisa 10 na reta final do Brasileirão

Fluminense x Vasco, 1969: A invenção do termo “Tapetão”

Um dos maiores protagonistas de disputas judiciais no esporte, o Fluminense é indiretamente responsável pela criação do termo “tapetão”. Após a expulsão do atacante tricolor Flávio, o Fluminense recorreu à justiça comum para reverter a suspensão do atleta.

O caso ganhou notoriedade na imprensa, que usou a expressão vulgar para se referir aos tapetes das instâncias judiciais. Vale ainda lembrar que o Fluminense ganhou a causa; e Flávio foi o autor do gol do título estadual, na final contra o Flamengo.

Sport e Flamengo, Copa União 1987

O caso mais célebre das disputas de tapetão é o que envolve o título da Copa União de 1987. A disputa se dá entre dois rubro-negros: Flamengo e Sport. Com um regulamento confuso e intrincado, o torneio envolvia a disputa de diferentes módulos, prevendo um cruzamento nas fases finais.

No entanto, o vencedor do módulo verde, o Flamengo, não quis enfrentar o Sport, campeão do módulo amarelo. Dessa forma, os cartolas brasileiros divergiram sobre a quem pertencia o título. Assim, a CBF sagrou o Sport como campeão; enquanto o prestigiado Clube dos 13 deu o título ao Flamengo.

Após décadas de brigas judiciais e discussão sobre o tema, ambas as entidades encontraram um consenso agridoce: tanto Sport quanto Flamengo são considerados campeões daquele ano.

No tapetão: 5 casos do futebol brasileiro que foram parar na Justiça. Imagem: Reprodução Instagram @fluminensefc
No tapetão: 5 casos do futebol brasileiro que foram parar na Justiça. Imagem: Reprodução Instagram @fluminensefc

Fluminense, Brasileirão 1996

Novamente em nossa lista, o tricolor das Laranjeiras foi salvo pelo gongo: conseguiu escapar do rebaixamento no Brasileirão de 1996 graças ao escândalo envolvendo Ivens Mendes, presidente da Confederação Nacional de Arbitragem de Futebol – Conaf.

Assim, o escândalo envolvia o presidente da entidade de árbitros num esquema de manipulação de resultados e financiamento de campanhas no futebol. Diante da situação caótica, a CBF resolveu suspender os rebaixamentos daquele ano. Assim, o Fluminense, penúltimo colocado daquele ano; acabou beneficiado pelo tapetão.

Veja mais: Fluminense passa a ser o time com mais vitórias seguidas no Brasileirão

Fluminense, Copa João Havelange 2000

Um episódio que até hoje ressoa o bordão “Pague a Série B” nos ouvidos tricolores, o Fluminense foi amplamente beneficiado no rearranjo dos clubes após o fim da Copa João Havelange de 2000.

Em 1999, o Fluminense estava se reerguendo de uma péssima fase, onde chegou a terceira divisão do Brasileirão. No entanto, sob o comando de Carlos Alberto Parreira; o Tricolor das Laranjeiras venceu a Série C naquele ano.

Embora o presumido fosse que o Fluminense estivesse no módulo amarelo; no momento do arranjo dos módulos da Copa João Havelange o tricolor apareceu no módulo azul. Assim, o Flu estava ao lado de times da Série A.

No retorno da temporada em 2001, no entanto, o Fluminense figurou entre os times da Série A; o que até hoje incomoda vários torcedores rivais.

Fluminense, Flamengo e Portuguesa; Brasileirão 2013

A melancólica queda da Lusa começa com a irregularidade praticada pelo time no Brasileirão de 2013. Além da Portuguesa, o Flamengo também escalou jogadores de maneira irregular na competição, e a CBF decidiu pela perda de pontos de ambas as equipes.

Assim, quem se salvou do rebaixamento foi o Fluminense, que assumiu a décima sexta colocação na classificação daquele ano; deixando para trás a Portuguesa, que acabou na zona de rebaixamento.

Portanto, depois daquele episódio fatídico, a Portuguesa jamais voltou à elite do Brasileirão. Assim, atualmente a Lusa disputa a quarta divisão do Campeonato Brasileiro.

Você pode gostar: Curioso: 5 Craques improvisados como goleiro

Comentários
Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Leia Mais

Política de privacidade e cookies