Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

- Publicidade -

No tapetão: 5 casos do futebol brasileiro que foram parar na Justiça

Embora torcedor do Botafogo tente salvar time no tapetão, quem é o maior beneficiado no futebol brasileiro é o Fluminense; confira

Ao longo desta semana vimos um torcedor do Botafogo entrar com um pedido junto à Confederação Brasileira de Futebol: o não rebaixamento no Brasileirão 2020. Assim, ele alimentou uma polêmica que já houve em outras ocasiões do futebol brasileiro. Listamos algumas célebres neste conjunto de polêmica, confusão e tapetão. Confira.

Veja também: Fluminense ganha retorno de camisa 10 na reta final do Brasileirão

Fluminense x Vasco, 1969: A invenção do termo “Tapetão”

Um dos maiores protagonistas de disputas judiciais no esporte, o Fluminense é indiretamente responsável pela criação do termo “tapetão”. Após a expulsão do atacante tricolor Flávio, o Fluminense recorreu à justiça comum para reverter a suspensão do atleta.

O caso ganhou notoriedade na imprensa, que usou a expressão vulgar para se referir aos tapetes das instâncias judiciais. Vale ainda lembrar que o Fluminense ganhou a causa; e Flávio foi o autor do gol do título estadual, na final contra o Flamengo.

Sport e Flamengo, Copa União 1987

O caso mais célebre das disputas de tapetão é o que envolve o título da Copa União de 1987. A disputa se dá entre dois rubro-negros: Flamengo e Sport. Com um regulamento confuso e intrincado, o torneio envolvia a disputa de diferentes módulos, prevendo um cruzamento nas fases finais.

No entanto, o vencedor do módulo verde, o Flamengo, não quis enfrentar o Sport, campeão do módulo amarelo. Dessa forma, os cartolas brasileiros divergiram sobre a quem pertencia o título. Assim, a CBF sagrou o Sport como campeão; enquanto o prestigiado Clube dos 13 deu o título ao Flamengo.

Após décadas de brigas judiciais e discussão sobre o tema, ambas as entidades encontraram um consenso agridoce: tanto Sport quanto Flamengo são considerados campeões daquele ano.

No tapetão: 5 casos do futebol brasileiro que foram parar na Justiça. Imagem: Reprodução Instagram @fluminensefc
No tapetão: 5 casos do futebol brasileiro que foram parar na Justiça. Imagem: Reprodução Instagram @fluminensefc

Fluminense, Brasileirão 1996

Novamente em nossa lista, o tricolor das Laranjeiras foi salvo pelo gongo: conseguiu escapar do rebaixamento no Brasileirão de 1996 graças ao escândalo envolvendo Ivens Mendes, presidente da Confederação Nacional de Arbitragem de Futebol – Conaf.

Assim, o escândalo envolvia o presidente da entidade de árbitros num esquema de manipulação de resultados e financiamento de campanhas no futebol. Diante da situação caótica, a CBF resolveu suspender os rebaixamentos daquele ano. Assim, o Fluminense, penúltimo colocado daquele ano; acabou beneficiado pelo tapetão.

Veja mais: Fluminense passa a ser o time com mais vitórias seguidas no Brasileirão

Fluminense, Copa João Havelange 2000

Um episódio que até hoje ressoa o bordão “Pague a Série B” nos ouvidos tricolores, o Fluminense foi amplamente beneficiado no rearranjo dos clubes após o fim da Copa João Havelange de 2000.

Em 1999, o Fluminense estava se reerguendo de uma péssima fase, onde chegou a terceira divisão do Brasileirão. No entanto, sob o comando de Carlos Alberto Parreira; o Tricolor das Laranjeiras venceu a Série C naquele ano.

Embora o presumido fosse que o Fluminense estivesse no módulo amarelo; no momento do arranjo dos módulos da Copa João Havelange o tricolor apareceu no módulo azul. Assim, o Flu estava ao lado de times da Série A.

No retorno da temporada em 2001, no entanto, o Fluminense figurou entre os times da Série A; o que até hoje incomoda vários torcedores rivais.

Fluminense, Flamengo e Portuguesa; Brasileirão 2013

A melancólica queda da Lusa começa com a irregularidade praticada pelo time no Brasileirão de 2013. Além da Portuguesa, o Flamengo também escalou jogadores de maneira irregular na competição, e a CBF decidiu pela perda de pontos de ambas as equipes.

Assim, quem se salvou do rebaixamento foi o Fluminense, que assumiu a décima sexta colocação na classificação daquele ano; deixando para trás a Portuguesa, que acabou na zona de rebaixamento.

Portanto, depois daquele episódio fatídico, a Portuguesa jamais voltou à elite do Brasileirão. Assim, atualmente a Lusa disputa a quarta divisão do Campeonato Brasileiro.

Você pode gostar: Curioso: 5 Craques improvisados como goleiro

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.