Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

- Publicidade -

Não foi só Adílson: relembre treinadores que tiveram problemas de saúde

Alguns nomes tiveram que interromper a carreira para cuidar do que há de mais valioso: o bem-estar do organismo

Nos últimos anos, começou a se tornar mais corriqueiro o aumento do estresse sentido por alguns treinadores de futebol. Isso, claro, faz com que o aparecimento de problemas como infarto, arritmia e outros males, como o próprio Acidente Vascular Cerebral, o AVC, seja mais frequente.

Não foi só Adílson: relembre treinadores que tiveram problemas de saúde. Foto: Ivan Storti/Santos FC
Não foi só Adílson: relembre treinadores que tiveram problemas de saúde. Foto: Ivan Storti/Santos FC

Leia mais: Dos Postulantes Ao Título Do Brasileirão, Quem Tem A Tabela Mais Fácil?

O último exemplo foi Adílson Batista. Referência entre os treinadores do Cruzeiro, o ex-zagueiro chegou a sofrer um infarto na última quinta-feira (14). Após a percepção do problema, ele foi levado a um hospital de Curitiba, no Paraná, onde reside atualmente. O profissional se submeteu a dois cateterismos e, de acordo com as principais informações divulgadas por seus familiares, deve permanecer em estado de observação por cerca de 15 dias após a alta.

Aos 52 anos, Batista dirigiu o Cruzeiro pela última vez. O treinador se desligou da Raposa em março de 2020 após comandar outros clubes de expressão Brasil afora, como Corinthians, Santos, São Paulo, Ceará, Figueirense e América-MG.

Sócio do Athletico Paranaense, time que também já comandou, Adílson não chegou a fazer sombra aos últimos treinadores do clube. Mesmo assim, sua presença era tida como corriqueira nas últimas partidas em que o Furacão disputou na Arena da Baixada.

Ricardo Gomes

Quando ainda comandava o Vasco da Gama, o treinador Ricardo Gomes chegou a sofrer um Acidente Vascular Cerebral, AVC, à beira do gramado do Maracanã. Ele passou mal no banco de reservas no clássico entre Vasco e Flamengo e, depois de se submeter a uma cirurgia que demorou cerca de três horas para ser concluída, chegou a ficar internado por 21 dias.

Houve o estancamento de uma hemorragia em seu cérebro, sendo que, naquela oportunidade, foram retirados cerca de 80 ml de sangue.

Veja mais: Campeonato Brasileiro: Jogadores Sub-23 Que Estão Se Destacando Na Competição

Cuca

Além de ser o atual treinador santista, Cuca também passou pelo clube em 2018. Ao término daquela temporada, porém, ele anunciou que não comandaria a equipe em 2019 por conta de alguns problemas de saúde. Assim como aconteceu com Adilson, Cuca também teve de passar por um cateterismo, nome dado ao tratamento de condições cardíacas, para prosseguir na carreira.

Casos leves

Alguns treinadores de futebol não tiveram de interromper a carreira, mas também sofreram com alguns problemas de saúde leves. Levir Culpi, por exemplo, descobriu a presença de uma arritmia em 2014. À época, ele passou a tomar medicações para evitar o agravamento do quadro.

Já Guto Ferreira, sofreu do mesmo mal, arritmia cardíaca, quando comandava a Ponte Preta. O episódio ocorreu em 2014 e, embora tivesse sido internado, Guto, que sofre com obesidade, estresse e apneia do sono, teve seu quadro devidamente restabelecido dias depois.

E você, torcedor? Lembra de treinadores de futebol com problemas de saúde latentes e frequentes? Se sim, comente e fique por dentro de todas as novidades do mundo da bola e seu time do coração!

Conheça: Clubes Brasileiros Que Mais Chegaram À Final Da Libertadores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.