Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

- Publicidade -

Marinho, de meme a Rei da América. Relembre a trajetória do jogador no Santos

Quando chegou ao peixe, jogador não era aposta da torcida, mas já virou ídolo

No dia 25 de maio de 2019, desembarcava em Santos, Mário Sérgio Santos Costa, o Marinho, como nono reforço do peixe para a temporada. Ele tinha a missão de substituir Rodrygo, que tinha se transferido para o Real Madrid-ESP.

O que não era previsto por muitos era a história que Marinho ia traçar na Vila Belmiro. Ele que virou meme após a famosa frase falada em uma entrevista no final do jogo “É mesmo, sabia não”.

Na época do anúncio da contratação feito nas redes sociais do clube alvinegro os comentários não eram os melhores e a torcida não acreditava no potencial de Marinho.

Veja também: Jogadores desvalorizados: veja 4 atletas que perderam valor de mercado em 2021

Antes de chegar ao peixe e depois de virar meme quando vestia a camisa do Ceará, o jogador passou sem muito brilho por clubes como Cruzeiro, Vitória, Changchun Yatai-CHI e, por último, no Grêmio.

Porém, ele escreveu uma nova história no Santos e deixou de ser apenas um meme. Se tornou um dos melhores atacantes brasileiros da temporada 2020.

Além disso, após o gol marcado na vitória do peixe diante do Coritiba, no último domingo (14), Marinho empatou na artilharia da competição com Claudinho, do Red Bull Brasil, com 17 gols feitos.

Mais sobre a trajetória de Marinho no Santos

O atleta chegou ao Santos após uma negociação de troca com o Grêmio envolvendo o zagueiro do peixe, David Braz. Na época, a diretoria do alvinegro praiano ainda pagou R$ 5 milhões pelo atacante.

Em sua apresentação no clube, Marinho deu a seguinte declaração aos torcedores santistas.

“Que eu possa dar muitas felicidades ao torcedor e ser feliz aqui. Não foi por acaso que eu vim para cá”, comentou em entrevista.

E é exatamente o que tem acontecido na trajetória do jogador com a camisa 11 alvinegra. Camisa que foi vestida por grandes craques do peixe, como Neymar, Rodrygo, entre outros.

Aos 30 anos, além de ser o artilheiro do Brasileirão, empatado com Claudinho após ter balançado as redes 17 vezes, Marinho conseguiu ajudar o Santos a chegar na final da Libertadores.

Leia mais: Há 10 anos, Ronaldo se despedia do futebol; relembre sua carreira

Na competição continental, o jogador avançado do peixe marcou quatro gols, não conseguiu o título do torneio, uma vez que perdeu por 1×0 para o Palmeiras, mas conseguiu uma vitória individual.

No Santos: Marinho, de meme a Rei da América. Relembre a trajetória do jogador
Marinho, de meme a Rei da América. Relembre a trajetória do jogador | Foto: André Durão

Isso porque Marinho foi eleito como Rei da América, prêmio dado ao melhor jogador da Libertadores. Mesmo assim tendo conquistado o prêmio, o jogador na época topava trocar por outro.

“O trabalho é em equipe. Sem eles eu não desfrutaria um prêmio individual. Eu trocaria pelo título. Eu também tenho que valorizar o trabalho. Me preparei muito, mas não consegui ser o Marinho que vinha sendo”, afirmou o jogador.

Números do atacante do peixe

Na temporada 2020, segundo o site O Gol, Marinho entrou em campo em 41 jogos, desses foi titular em 37 partidas. Nelas, balançou as redes 24 vezes, sendo 17 no Brasileirão, três no Paulistão e quatro na Libertadores.

Leia também: Na corda bamba: Quem ainda luta contra o rebaixamento no Brasileirão?

Após o bom desempenho, quem quiser tirar Marinho do Santos deverá desembolsar uma boa grana.

O jogador está avaliado no site Transfermarkt, especialista em valores de mercados e estatísticas do futebol mundial, em 3 milhões de euros, algo em torno de R$ 19,5 milhões.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.