Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

- Publicidade -

Libertadores terá primeira final entre times paulistas na história

Palmeiras e Santos vão disputar a final da Copa Libertadores

Dois dos maiores campeões do futebol brasileiro, Palmeiras e Santos eliminaram os gigantes argentinos, River Plate e Boca Juniors, e garantiram mais uma final entre clubes do Brasil na Copa Libertadores da América de 2020. No entanto, o fato inédito é que será a primeira decisão continental entre equipes paulistas. Saiba tudo sobre o assunto hoje (14/01).

Palmeiras e Santos chegaram à fase de semifinal da Libertadores sendo considerados como os “azarões”, devido à força e tradição dos dois maiores clubes do futebol argentino na competição continental.

Entretanto, tanto o time alviverde, como o Peixe, conseguiram resultados mais do que expressivos em uma das partidas de semifinal e conquistaram lugares na final mais desejada por qualquer time do continente sul-americano.

Todos os quatro grandes times do futebol de São Paulo já levantaram a taça de campeão da Libertadores pelo menos uma vez em sua história – o Corinthians foi o último deles, em 2012.

Leia mais: Dos postulantes ao título do Brasileirão, quem tem a tabela mais fácil?

Campeões da Libertadores contra equipes estrangeiras, Palmeiras e Santos agora irão promover uma decisão paulista no torneio sul-americano. Este fato jamais havia acontecido em toda a história da competição.

Portanto, é um duelo que irá entrar para a história do futebol paulista e sul-americano e está marcado para o dia 30 de janeiro, no Maracanã.

Libertadores terá primeira final entre times paulistas na história
Libertadores terá primeira final entre times paulistas na história (Foto: Alexandre Schneider/Getty Images)

Caminho do Palmeiras até a final

Primeiro time a garantir vaga na final da maior competição de clubes da América do Sul, o Palmeiras chega à final com um retrospecto quase que impecável.

Em 12 partidas disputadas até aqui, venceu nove vezes, empatou dois e só perdeu um jogo. Foi justamente a partida de volta contra o River Plate, na semifinal.

Líder do grupo B na primeira fase do torneio, o Verdão atropelou o Delfin-EQU nas oitavas de final. Assim como também amassou o Libertad-PAR nas quartas de final.

Já na semifinal, conseguiu uma vitória arrasadora por 3 a 0 na partida de ida contra o River Plate, na Argentina, e levou um susto ao perder por 2 a 0 no duelo de volta.

Caminho do Santos até a decisão

O Peixe chega a mais uma decisão de Copa Libertadores da América com uma campanha semelhante a de seu adversário paulista.

Nos 12 jogos que disputou, o time santista venceu oito vezes. Empatou três e também só perdeu um jogo em toda a competição.

Também líder na fase de grupos, o Santos venceu e eliminou a LDU na fase de oitavas de final. Depois goleou o Grêmio por 4 a 1 no jogo de volta das quartas de final.

Leia também: Chapecoense conquista acesso à Série A com campanha sólida e destaque na defesa

Em alta, o Peixe empatou com o Boca Juniors em 0 a 0 na partida de ida das semifinais, na Argentina, e atropelou por 3 a 0 no jogo de volta.

Terceira final brasileira na história da Libertadores

Apesar de o Brasil ser um dos países com mais títulos conquistados na história do principal torneio de clubes da América do Sul, esta será apenas a terceira final envolvendo duas equipes nacionais na competição continental.

As duas vezes anteriores aconteceram com um time paulista enfrentando uma equipe do sul do país.

Em 2005, o São Paulo foi o finalista da competição ao encarar o Athletico Paranaense em jogos de ida e volta ficando com o troféu de tricampeão.

Já no ano seguinte, em 2006, novamente o São Paulo esteve na decisão. Porém, desta vez encarou o Internacional em duas partidas e ficou apenas com o vice-campeonato.

Leia ainda: Mercado da Bola: Dembelé assina com Atlético de Madrid; saiba mais

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.