Libertadores feminina: Conheça as representantes do futebol brasileiro

Confirmada para acontecer em março de 2021, edição feminina da Libertadores contará com três equipes brasileiras; confira quais são

Anúncio


Após a mudança de calendários forçada pela pandemia, edição 2020 da Copa Libertadores feminina será disputada na Argentina entre 5 e 21 de março de 2021. Assim, 16 clubes da América do Sul se enfrentam para definir as campeãs continentais. Conheça as representantes brasileiras.

Continua depois da publicidade

Leia mais: Quem foi único treinador brasileiro campeão da Libertadores nos últimos 7 anos

A Libertadores Feminina 2020

A competição continental contará com 16 equipes que se enfrentam em sede única, em solo argentino. Assim, se a Conmebol repetir o sistema que utilizou na edição de 2019, irá sortear as equipes em grupos.

Continua depois da publicidade

O regulamento da competição deve colocar quatro grupos com quatro equipes na primeira fase. Dessa forma, dão seguimento às quartas de finais; e em seguida, semifinais e finais do torneio continental.

As adversárias das brasileiras na Libertadores Feminina

Além de três equipes brasileiras disputando esta edição da Libertadores feminina, teremos outras 13 delegações sul-americanas na disputa do título continental. São as seguintes:

Continua depois da publicidade

Boca Juniors e River Plate, da Argentina 

Anfitriãs desta atípica edição de Libertadores, Boca Juniors e River Plate se classificaram para a disputa continental como campeãs e vice-campeãs do Torneio de Transición Femenino. Assim, as grandes rivais argentinas garantiram lugar na competição.

Libertadores feminina: Conheça as representantes do futebol brasileiro. Imagem: Reprodução Instagram @bocajuniorsfemeninooficial
Libertadores feminina: Conheça as representantes do futebol brasileiro. Imagem: Reprodução Instagram @bocajuniorsfemeninooficial

Deportivo Trópico, da Bolívia

As bolivianas do Deportivo Trópico venceram o Campeonato Boliviano Feminino de 2020 . Assim, garantiram uma vaga na disputa continental.

Santiago Morning e Universidad de Chile

As chilenas do Morning e de La U garantiram o direito de participar da Libertadores Feminina depois de duas distintas campanhas. Enquanto o Santiago Morning foi campeão chileno, a Universidad de Chile garantiu a vaga nos playoffs da Pré-Libertadores.

América de Cali e Independiente Santa Fé, da Colômbia

As colombianas são temidas e respeitadas no futebol feminino. Assim, as fortes equipes do América de Cali e do Santa Fé chegam para esta edição da competição da Conmebol depois de serem os primeiros colocados. As mulheres do Santa Fé foram campeãs, enquanto a equipe de Cali ficou com o vice.

El Nacional, Equador

As equatorianas do El Nacional garantiram o direito de participar do torneio depois de vencer a Superliga Feminina Equatoriana.

Libertad/Limpeño e Sol de América, do Paraguai

Dois clubes com dois departamentos de futebol distintos, Libertad e Deportivo Limpeño juntaram seus elencos para disputar esta temporada atípica no futebol feminino da América do Sul.

Com boas jogadoras, a equipe fundida conquistou o título paraguaio e se credenciou para a disputa da competição da Conmebol nesta edição. Já as meninas do Sol de América garantiram o vice-campeonato e a segunda vaga das paraguaias.

Universitario, do Peru

O Universitario é um tradicional clube peruano, e já participou de diversas edições da Libertadores masculina. Por outro lado, seu esquadrão feminino se mostrou talentoso em várias oportunidades e é o atual campeão da Copa Peru Feminina.

Peñarol, do Uruguai

A equipe uruguaia é velha conhecida do futebol sul-americano. Assim, sua equipe feminina não deve ser desprezada: as meninas do Peñarol chegam para esta disputa continental depois de se sagrarem campeãs uruguaias.

Atlético SC, da Venezuela

As venezuelanas da equipe do Atlético SC conquistaram o campeonato nacional na última temporada. Assim, garantiram o direito de disputar esta edição do torneio da Conmebol.

Veja também: Clubes brasileiros que mais chegaram à final da Libertadores

As equipes brasileiras na Libertadores Feminina

Corinthians

Atuais campeãs da Libertadores Feminina, as Timonas chegam na competição como favoritas ao bicampeonato. Assim, vale lembrar que o Corinthians feminino é o atual campeão brasileiro na série A1. Dessa forma, o destaque da equipe é Andressinha; com belas cobranças de falta.

Libertadores feminina: Conheça as representantes do futebol brasileiro. Imagem: Reprodução Instagram @afeoficial
Libertadores feminina: Conheça as representantes do futebol brasileiro. Imagem: Reprodução Instagram @afeoficial

Ferroviária

Apesar de não ter se saído tão bem em 2020, a Ferroviária chega nesta edição da Libertadores depois de ter vencido o Brasileirão Feminino A1 em 2019. Portanto, como a edição é de 2020, faz todo sentido as meninas da Ferroviária na disputa continental.

Libertadores feminina: Conheça as representantes do futebol brasileiro. Imagem: Reprodução Instagram @avai.kindermann
Libertadores feminina: Conheça as representantes do futebol brasileiro. Imagem: Reprodução Instagram @avai.kindermann

Avaí/Kindermann

Outra fusão que deu certo na sobrevivência do futebol feminino, o Avaí/Kindermann é o vice-campeão brasileiro de 2020 na Série A1. Assim, com uma equipe veloz e muita desenvoltura em campo; as Avaianas Caçadoras só tombaram para as Timonas na final desta última temporada.

Você pode gostar: Invertida no Brasileirão: Feminino sobe para elite e Botafogo masculino é rebaixado

Carregando comentários aguarde...
...
...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Leia Mais

Política de privacidade e cookies