Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

- Publicidade -

Em declínio: Marcelo vive temporada com menos jogos no Real Madrid

Camisa 12 do Real só foi titular nove vezes desde setembro

Marcelo foi o sucessor natural de Roberto Carlos no Real Madrid. Revelado no Fluminense, o lateral-esquerdo chegou ao clube espanhol quando o antigo craque brasileiro ainda atuava por lá e pôde acompanhar os últimos momentos da carreira do ex-lateral no futebol espanhol. 14 anos depois, o jogador vive declínio no clube e está prestes a sair. Confira, hoje (18/03), como está sendo a temporada 2020/21 do camisa 12.

Com 58 atuações pela Seleção Brasileira e seis gols marcados, Marcelo não conseguiu ser unanimidade com a camisa amarelinha, mesmo com várias trocas de treinadores ao longo da última década. Só participou da conquista de uma Copa das Confederações.

Leia mais: 5 atacantes do futebol brasileiro que poderiam reforçar times na Libertadores

Em declínio: Marcelo vive temporada com menos jogos no Real Madrid
Em declínio: Marcelo vive temporada com menos jogos no Real Madrid (Foto: Getty Images)

No Real, Marcelo conquistou uma quantidade impressionante de títulos

Apesar disso, foi um jogador fundamental para a conquista de inúmeros títulos importantes dentro e fora da Espanha para o Real Madrid ao longo desses 15 anos em que atuou por lá. Não é à toa que ele é considerado por muitos torcedores merengues como um ídolo.

Em seu currículo com a camisa madrilenha, o lateral-esquerdo brasileiro ostenta, com maior destaque, um total de quatro troféus de campeão da Champions League, além, é claro, de ter conquistado quatro taças de campeão do Mundial de Clubes.

Atuando pelo Real no auge da forma de Cristiano Ronaldo, também esteve presente em cinco conquistas da Liga Espanhola, três Supercopas da Europa, quatro Supercopas da Espanha e em mais duas Copas del Rey.

Ao todo, são 519 partidas com a camisa do Real, com 41 gols, 101 assistências e 18 títulos.

Ou seja, um currículo invejável para qualquer atleta profissional. Mas, aos 32 anos, a carreira do brasileiro está prestes a ter um fim com a camisa do Real Madrid.

Leia também: Saiba como foram as campanhas do Bragantino nos torneios continentais

2020/2021: a temporada de declínio do lateral-esquerdo no Real

É fato que Marcelo não possui mais o mesmo vigor e as mesmas características que lhe fizeram ser destaque durante seu auge no Real, durante a última década.

Com a chegada de novos nomes ao clube, como, por exemplo, o francês Ferland Mendy, o jogador brasileiro passou a frequentar mais vezes o banco de reservas.

De setembro a março, o camisa 12 só entrou em campo dez vezes somando todas as competições da temporada 2020/2021, sendo que foram nove como titular e uma delas como reserva.

Tetracampeão da Champions, Marcelo só jogou uma partida da fase de grupos da competição mais importante da Europa. Um claro sinal de que está fora dos planos do técnico Zidane.

Sua última atuação aconteceu no dia 09 de fevereiro. Portanto, nem sequer entra em campo há mais de um mês.

Em baixa na Espanha, especulações já colocam o lateral como possível reforço do Inter Miami, time de David Beckham, que disputa a Major League Soccer (MLS, dos Estados Unidos).

Carreira individual

Além de todos os troféus coletivos conquistados com a camisa do Real, Marcelo também possui premiações individuais de destaque nacional e mundial em sua carreira.

Ainda jovem, com a camisa do Fluminense, em 2006, o lateral foi eleito como o craque do Campeonato Brasileiro em sua posição.

Com a camisa do Real, onde atua desde 2017, foi eleito por seis vezes como o melhor lateral-esquerdo do mundo através da Seleção anual feita pela FIFA.

Leia ainda: Conheça a trajetória do atacante Éder no futebol internacional

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.