Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

- Publicidade -

Curitiba registra menor número de casos com aranha-marrom dos últimos 28 anos

Esses animais não são mais encontrados na cidade como antes

A cidade, que já foi conhecida como a capital da aranha-marrom, pode perder esse título. Curitiba registrou em 2020, o menor número de casos com a espécie dos últimos 28 anos. No entanto, não para por aí.

Assim, leia mais: Nota Premiada Bahia ultrapassou mais de mil contemplados em 2020

 

aranha-marrom
De fato, é necessário ter cuidado com a aranha-marrom. (Imagem: Pixabay)

O número apresentado foi 87,3% menor que em relação ao maior já computado. Todas essas informações são de acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde.

O menor número de casos com aranha-marrom dos últimos 28 anos

Os registros até agora são de 472 acidentes com aranhas-marrons, o menor número dos últimos 28 anos. Número esse digno de comemoração, em relação ao ano de 2019, por exemplo, com 848 acidentes.

Se esta comparação for com os dados de 2004, a surpresa é ainda maior. Os registros alcançaram 3.744, tendo, assim, uma redução de cerca de 87,3%.

De acordo com o  biólogo do Marcelo Vettorello, do Centro de Epidemiologia da Secretaria da Saúde de Curitiba, essa queda nos casos está diretamente ligada a pandemia. Segundo o próprio, esses números atuais foram “absurdos”.

Ademais, confira também: Dois times chegam a 96% de chances de rebaixamento na Série A

A expectativa do biólogo era de um aumento dos acidentes pelo isolamento social, já que iria manter as pessoas em casa. No entanto, não foi isso o que ocorreu.

As pessoas, por passarem mais tempo dentro de casa, se empenharam na limpeza. As aranhas, vendo esse movimento atípico, resolveram se recolher.

Como identificar uma picada deste inseto?

Pois bem, a picada da aranha-marrom possui características que torna o diagnóstico mais simples. Entre eles estão as dores e queimações, vermelhidões, manchas rochas, inchaço, bem como bolhas, coceira e enduração.

Entretanto, existem também alguns sintomas que podem surgir após a picada do inseto. A necrose, dor de cabeça, mal estar geral, náusea e dores pelo corpo, são bons exemplos.

Mas, é preciso ficar atento nas picadas em crianças e bebês. Os sintomas são os mesmo apresentados acima, como em uma pessoa adulta. Porém, os bebês e as crianças, em geral, possuem uma baixa resistência.

Então, os resultados da picada de aranha-marrom no público mais jovem pode ser muito mais grave. Portanto, deve ser tratado imediatamente, logo após o ato. Não subestime a ferida, aplique os devidos cuidados e procure a unidade de emergência mais próxima de você.

Enfim, com essa baixa no números de casos de aranha-marrom é possível que Curitiba perca seu posto de capital desses animais. Dessa forma, fique sempre atento a limpeza da sua residência. Qualquer sintoma que aparecer relacionado à picada, vá imediatamente para uma unidade de emergência mais próxima.

Assim, você também pode se interessar: Moema Gramacho Empossou Novos Secretários Municipais

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.