- Publicidade -

Contestado, trabalho de Ceni vem sendo comparado com o de Domènec

Brasileiro assumiu lugar do catalão após algumas goleadas sofridas pelo Fla no início do Brasileirão

Após ver seu time ser derrotado diante do Fluminense, pelo placar de 2 x 1, o treinador Rogério Ceni começou a ver seu trabalho ser contestado de forma mais intensa no Flamengo. Com a também derrota são-paulina frente o Red Bull Bragantino, em Bragança Paulista, a distância entre as equipes permaneceu em sete pontos, exatamente como estava antes da bola rolar pela 28ª rodada do Brasileirão.

Contestado, trabalho de Ceni vem sendo comparado com o de Domènec. Foto: Alexandre Vidal/CRF
Contestado, trabalho de Ceni vem sendo comparado com o de Domènec. Foto: Alexandre Vidal/CRF

Leia mais: Dispensado Pelo Atlético-MG, Alexandre Mattos É Especulado No São Paulo

Autor do primeiro e único gol flamenguista na partida, o uruguaio De Arrascaeta, após o apito final do árbitro do Fla-Flu, chegou a declarar que, em jogos como esse, “o Flamengo não faz por merecer o fato de ser campeão”.

Atual dono do maior título nacional, o Flamengo vem conseguindo longos períodos de descanso antes de entrar em campo pelo Campeonato Brasileiro.

Rogério Ceni tem conseguido tempo para trabalhar

A comparação entre os trabalhos de Rogério Ceni e Domènec Torrent começou a ganhar força após o Flamengo conseguir longos períodos de treinamento para entrar em campo. Eliminado da Libertadores da América pelo Racing-ARG, o rubro-negro, nessa altura da temporada, tem se dedicado somente ao Campeonato Brasileiro.

Atual terceiro colocado, com sete pontos e um jogo a menos em relação ao líder São Paulo, o Flamengo não vem transmitindo a confiança que alcançou na temporada de 2019. À época comandado pelo português Jorge Jesus, que atualmente dirige o Benfica-POR, o time conquistou no mesmo final de semana, dois dos principais títulos de sua história: o Campeonato Brasileiro e a Libertadores da América, este último diante do River Plate-ARG.

51% x 49% de aproveitamento

Outra estatística que chama a atenção entre as atuações dos treinadores brasileiro e catalão diz respeito à porcentagem de aproveitamento de cada um. Nos 11 jogos que comandou o Flamengo nessa temporada, Rogério Ceni venceu quatro, empatou quatro e saiu derrotado em outros três jogos. Isso resulta em um aproveitamento de aproximadamente 49%.

Veja mais: Porto Trabalha Para Fechar Contratação De Pepê, Do Grêmio, Por R$ 96 Milhões

Já seu antecessor, Domènec Torrent, deixou o Flamengo com um aproveitamento um pouco superior. É bem verdade que o calendário e a dificuldade encontrada perante os adversários precisam ser considerados nessas estatísticas, mas, em seu período à frente da equipe, Dome, como era carinhosamente conhecido, alcançou a marca de cinco vitórias, dois empates e quatro derrotas. Isso totaliza 51% dos pontos conquistados.

Mal desempenho na Copa do Brasil

Após iniciar a carreira como treinador de futebol no clube que o revelou e o tornou ídolo para todo o planeta, o São Paulo, Rogério Ceni viu suas estratégias fracassarem na atual edição da Copa do Brasil.

Quando ainda comandava o Fortaleza, o técnico viu sua equipe ser eliminada pelo São Paulo após dois empates. Recém-transferido ao Fla, ele, também pela Copa do Brasil, foi derrotado pelo mesmo São Paulo após duas derrotas.

Nas últimas horas, a diretoria do Flamengo se reúne com o treinador para definir o futuro dele no clube.

Conheça: São Paulo Conta Com A Eficiência De Jogadores Da Base Para Balançar As Redes No Brasileirão

Comentários
Loading...