Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

- Publicidade -

Conheça as maiores vencedoras da Champions League feminina

Disputado há duas décadas, a versão feminina da Champions League tem grandes e fortes equipes; confira as vencedoras da competição

Nesta semana teve início a fase de oitavas de final da mais importante competição entre clubes de futebol feminino na Europa: a Champions League Feminina. Desta maneira, decidimos destacar as grandes equipes e maiores campeãs da competição continental. Confira.

Leia também: 5 goleadas inesquecíveis por 7 a 1 no futebol brasileiro

A temporada 2020-2021 da Champions League Feminina

Após os problemas ocorridos no início da pandemia durante a edição anterior, nesta temporada a UEFA preparou um planejamento  com o calendário da competição menos extenso.

Apesar do aumento na quantidade de participantes em relação à edição de 2019-2020, nesta disputa todas as fases serão eliminatórias. Ou seja, teremos a competição inteira na base do mata-mata.

Assim, 62 equipes de 50 países iniciam a luta pela taça mais importante do futebol feminino na Europa. Entre as agremiações, grandes clubes de todo o continente; repetindo as façanhas antecipadas por suas contrapartes masculinas.

Desta forma, listamos as maiores campeãs da história do torneio continental, que é disputado desde 2001. Segue a história:

Duisburg (Alemanha) e Arsenal (Inglaterra), 1 título da Champions Feminina

Com duas décadas de existência, a UEFA Womens Champions League concentrou as vitórias entre poucas e boas equipes. Aliás, entre as que chegaram lá ao menos uma vez, temos a equipe alemã do Duisburg, e o time feminino do Arsenal; ambas com uma conquista.

Enquanto isso, o Duisburg se credenciou na UEFA e se encaixou nas equipes que disputaram a edição de 2008-2009; faturando o título para a surpresa geral. Dessa forma, as alemãs venceram as russas do Zvezda Perm após o placar agregado de 7 a 1. 

Por outro lado, a forte equipe do Arsenal já é bem conhecida entre as disputas do futebol feminino. Time da Superliga Feminina inglesa, a equipe está acostumada a grandes momentos.

No entanto, até hoje só conquistou a Champions Feminina em uma oportunidade: na temporada 2006-2007, derrotando as suecas da equipe do Umeaa.

Leia mais: Libertadores Feminina: conheça as participantes brasileiras da edição 2020

Umeaa (Suécia), Turbine Postdam e Wolfsburg (Alemanha); 2 títulos

Embora tenha perdido uma final para a equipe inglesa do Arsenal, as suecas do Umeaa já venceram outras duas finais, e levaram o troféu da Champions League feminina para casa. Assim, seus títulos foram obtidos nas temporadas de 2002/03 e 2003/04.

As alemãs têm tradição na disputa da Champions League feminina. Assim, Turbine Postdam e Wolfsburg levaram o título em duas ocasiões cada. Dessa forma, a equipe do Turbine em 2004/05 e 2009/10. Já o Wolfsburg venceu o torneio nas temporadas de 2012/13 e 2013/14.

Frankfurt (Alemanha), 4 títulos da Champions League feminina

Reiterando a força do futebol alemão, a equipe feminina do Frankfurt é a segunda colocada entre os clubes que mais venceram a Champions League Feminina. Enquanto suas rivais detêm menos títulos, o Frankfurt desponta como força continental.

Com tradição reconhecida no futebol, a equipe feminina do Frankfurt venceu as edições de 2001/02, 2005/06, 2007/08 e 2014/15 do torneio promovido pela UEFA.

Conheça as maiores vencedoras da Champions League feminina. Imagem: Divulgação UEFA
Conheça as maiores vencedoras da Champions League feminina. Imagem: Divulgação UEFA

Lyon (França), 7 títulos da UEFA Womens Champions League

Aqui tratamos de reconhecer a supremacia do futebol francês. Assim, destacamos as maiores campeãs da história da Champions League feminina: a equipe do Lyon.

Dessa forma, o Olympique Lyonnais venceu a competição continental em sete edições que disputou.

Portanto, o Lyon levou o troféu para casa nas temporadas de 2010/2011, 2011/2012, 2015/2016, 2016/2017, 2017/2018, 2018/2019 e 2019/2020; além de ser a vice-campeã das temporadas 2009/2010 e 2012/2013.

Você pode gostar: Invertida no Brasileirão, feminino chegou à elite, mas Botafogo masculino é rebaixado

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.