Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

- Publicidade -

Campeões da Libertadores falam sobre expectativa do Santos diante do Boca Juniors

Cuca, campeão em 2013 pelo Atlético Mineiro e Pará que conquistou a Libertadores em 2011 com o Santos contam suas expectativas para jogo decisivo

O Santos tem pela frente o Boca Juniors, pelo jogo de volta da Libertadores da América. A equipe alvinegra empatou o jogo de ida por 0x0 e o finalista será decidido nesta quarta-feira (13), na Vila Belmiro.

Experientes atletas como Pará e Marinho, além do técnico Cuca, comentaram sobre suas expectativas para o confronto da semifinal.

Você acompanha todos os detalhes da opinião dos jogadores e do técnico do Santos nesta terça-feira (12/01), aqui no Diário Prime.

Opinião de Cuca sobre o confronto do Santos contra o Boca Juniors

Em entrevista a Santos TV, o técnico Cuca comentou sobre suas expectativas para o confronto decisivo diante do time argentino.

“É uma decisão, contra um time super importante no cenário mundial, um time acostumado, seis vezes campeão, um time maduro, super experiente, que sabe decidir. Então a gente precisa estar preparados para tudo isso, não apenas para jogar um jogo decisivo”, disse Cuca.

O treinador também aproveitou para destacar a competitividade do Santos ao longo dos duelos da Libertadores da América.

“A gente tem tido um espírito decisivo na maioria dos jogos da Libertadores. Até no jogo contra a LDU, que a gente perdeu, nós jogamos bem”, afirmou.

Vale lembrar que Cuca comandou o Atlético Mineiro em 2013, quando o time foi campeão da Libertadores de forma emocionante, diante do Olímpia-PAR, nos pênaltis, por 4×3. Destaque para o show feito pela torcida do Galo que empurrou a equipe.

Saiba mais: Dos postulantes ao título do Brasileirão, quem tem a tabela mais fácil?

Opinião dos atletas quanto ao jogo entre Santos e Boca Juniors

Jogador que é muito importante para o Peixe, aliás que já foi campeão da Libertadores em 2011, Pará afirmou que voltou ao clube em agosto de 2019 para conquistar títulos.

“É um momento único na minha carreira. Já tive a oportunidade de conquistar esse título importante, está na história do clube, mas quero ganhar mais e mais”.

Além disso, o lateral alvinegro afirmou que a falta da torcida é muito lamentada por todo o elenco, porém que a energia enviada por eles poderão garantir o time na final da competição.

Campeões da Libertadores falam sobre expectativa do Santos diante do Boca Juniors
Campeões da Libertadores falam sobre expectativa do Santos diante do Boca Juniors | Jota Erre/Photo Premium/Gazeta Press

Marinho ainda não tem uma Libertadores em seu currículo, mas pretende conquistá-la. O atacante atuou no jogo de ida da Libertadores e comentou o que o Santos precisa fazer para seguir à final do torneio continental.

“Estamos muito motivados e focados para fazer uma partida perfeita, sem erros, como uma decisão dessa exige”, comentou em entrevista ao Ge.com

Embate decisivo

Santos e Boca Juniors se enfrentam nesta quarta-feira, às 21h30, pelo jogo de volta da semifinal da Libertadores.

A partida vai acontecer sem público, na Vila Belmiro. Quem vencer enfrentará River Plate ou Palmeiras na Final da Libertadores, marcada para acontecer no dia 30 de janeiro, às 17h, no Maracanã.

Mercado da bola: Vagner Mancini fala sobre reforços do Corinthians

Destaques do Santos para o jogo decisivo

Além de Pará que colabora com sua experiência em campo e Marinho, que é artilheiro em gols no quadro geral, tendo marcado 15 ao todo e líder em assistências, com sete, o Santos também contará com Soteldo, destaque por sua velocidade e dribles em campo e Kaio Jorge, artilheiro do peixe na Libertadores com 5 gols.

Quem leva a melhor no confronto? Santos ou Boca Juniors?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.