Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

- Publicidade -

Com chuvas sem parar, Blumenau está em estado de emergência pelo decreto n° 13.005

O principal prejuízo na cidade é o deslizamento, cerca de 200.

Blumenau está em estado de emergência conforme o prefeito, Mario Hildebrant, na data de ontem, 26.01, decretou por conta das constantes chuvas. Assim, desde o dia 17.01, o município ficou em um estado crítico, com muitas ocorrências de deslizamentos, inundações, quedas de árvores e outros.

Leia mais: Vacina De Oxford Em Santa Catarina Já Começou A Ser Utilizada Para Imunização

Com chuvas sem parar, Blumenau está em estado de emergência pelo decreto n° 13.005
Alguns estragos em Blumenau como deslizamentos Foto: ND Mais

De acordo com o levantamento da Seurb, houve mais de 650 demandas contabilizadas em todo a cidade, ao total. Não apenas, segundo Michael Schneider, secretário responsável, houve um aumento de 50% de atendimento, mais do que a média mensal.

Blumenau está em estado de emergência pelo decreto n° 13.005

Os dias de chuvas não apenas deixaram a cidade com ruas alagadas, inundações. Mas também houve deslizamentos e quedas de árvores em vários locais.

Além disso, foi difícil atender a todas as ocorrências devido ao alto número de ligações por pedido de socorro. Assim, os trabalhadores tiveram seus horários expandidos, de segunda a sábado, a fim de dar conta do atendimento.

No entanto, segundo informação da Seurb, por conta dos estragos será preciso mais do que sessenta dias para atender a toda a demanda. Entre elas, estão:

Manutenção de drenagem (tubulação);

Manutenção de vias (tapa buracos);

Cortes e podas de árvores;

Consertos de calçamentos;

Quedas de barreiras;

Quedas de árvores;

Pontes de madeira;

Entre outros mais.

Com isso, Blumenau está em estado de emergência onde o prefeito decretou ontem, oficialmente, pelo n° 13.005. Conforme levantamento da Sedeci – Secretaria Municipal de Defesa Civil, o cálculo do prejuízo supera R$ 3 milhões de reais.

Recentemente, saiu a notícia de que um patrimônio público havia desmoronado. E, de fato, ocorreu, porém, outros danos também em patrimônio privado no município que desabaram.

E, devido a isso, a prefeitura teve que decretar a calamidade para buscar recursos a fim de auxiliar nos trabalhos de recuperação dos danos. De acordo com ele, é importante determinar esse decreto para ter apoio financeiro. Como também lidar com responsabilidade nesse momento tão complicado.

357 ocorrências até a data de 26.01, terça-feira

A Defesa Civil registrou até ontem, terça-feira, 26.01, 357 ocorrências para atendimento. Destas, os deslizamentos de terra chegaram a 217, as quedas de árvores somam-se a 40.

Também para análises e averiguações de riscos chegou ao total de 94. Por fim, houve 6 alagamentos registrados. E a boa notícia é que não teve feridos graves e nem óbitos em meio a todo esse volume de chuvas.

Concluindo, o maior estrago foram os deslizamentos em alguns pontos da cidade. E, se ainda há pessoas com riscos, então, deverá ligar para o 199 e informar o ocorrido.

Segundo ainda a Defesa Civil, o acúmulo de água no município chegou a 318,7 mm, em janeiro. E isso corresponde a 74% da média do mês, a qual é 183 mm.

Por esse motivo, os estragos foram bastantes recorrentes. Mas espera-se que depois desse período em que Blumenau está em estado de emergência, o clima melhore. E, finalmente, a recuperação seja feita com êxito e com sucesso.

Também leia: Maior Feira Têxtil É Adiada Pela Terceira Vez, Febratex Será Em Agosto Deste Ano

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.