Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

- Publicidade -

Agressão por causa de futebol em Belo Horizonte: torcida organizada usou ferro e madeira

Uma família fez o boletim de ocorrência e aguarda resolução do caso

Um adolescente e seus tios sofreram agressão por causa de futebol em Belo Horizonte na noite de ontem (18/01). Membros de uma torcida organizada usaram bastões de madeira e barras de ferro para cometer o crime.

Assim, leia mais: Cruzeiro Pioneiro? Lembre Grandes Que Caíram, Mas Subiram Rapidamente

Um dos tios do adolescente agredido acabou sendo socorrido e internado. O clube repudia o ato e diz não ter nada a ver com o crime
Um dos tios do adolescente agredido acabou sendo socorrido e internado. O clube repudia o ato e diz não ter nada a ver com o crime – Foto: Wikiwand

O rapaz, que tem 17 anos, encontrava-se com uma camisa do seu time, o Cruzeiro. O grupo que causou a agressão por causa de futebol em Belo Horizonte era rival, do Atlético. O caso aconteceu em um bairro de Venda Nova, Região Metropolitana da capital.

Agressão por causa de futebol em Belo Horizonte leva homem para hospital

Um dos tios do adolescente agredido acabou sendo socorrido e internado. Ele tinha um corte na altura da cabeça, mas também suspeitava-se de traumatismo craniano.

O homem estava acompanhado de outra pessoa e do sobrinho quando foi surpreendido por membros da torcida organizada Galoucura, do Clube Atlético Mineiro. Os agressores utilizaram barras de ferro e bastões de madeira para cometer o ato.

Segundo informações contidas no boletim de ocorrência, só o fato do rapaz usar uma camisa do time Cruzeiro irritou os indivíduos. Os atleticanos não gostaram da ideia de cruzar com alguém do time rival.

Uma viatura da Polícia Militar foi acionada por um homem de moto que passava no local, próximo à R. Padre Pedro Pinto. Como eles estavam patrulhando por perto, foram identificar qual era a confusão que se dava nas imediações da estação de ônibus Venda Nova.

Ademais, confira também: Reabertura do comércio em Belo Horizonte: justiça suspendeu o decreto do…

Os suspeitos correram assim que os militares chegaram ao local. Entretanto, por sorte, o homem machucado foi socorrido a tempo. Encaminhou-se, então, a vítima para o Risoleta Neves, hospital da Grande BH.

O adolescente, sobrinho do homem que sofreu a agressão por causa de futebol em Belo Horizonte, não quis ser atendido. Até o presente momento não saiu nenhum boletim médico informando o seu estado de saúde.

Prisão dos agressores atleticanos

Depois de um tempo fazendo buscas em toda a região, três membros da torcida organizada do time do Atlético Mineiro foram localizados. Eles estavam dentro de um galpão que fica na R. Antônio Rodrigues Frois.

Identificaram-se mais dois suspeitos como sendo participantes do grupo de agressores. Encontrados em casa, tentaram fugir também.

A PMMG conduziu-os para prestarem depoimento na delegacia. As vítimas reconheceram os envolvidos, assim como apreendeu-se as armas usadas no crime.

A assessoria de imprensa do tome do Atlético, informou que nada tem a ver com a agressão por causa de futebol em Belo Horizonte. O clube não se responsabiliza por isso, ao passo em que repudia atos violentos.

Portanto, não deixe de verificar: Campanha em casa mantém Atlético-MG na disputa pelo título brasileiro

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.