Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Para presidente do Bradesco o Nubank é uma ameaça


Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

O Diário Prime News é um blog independente, que não tem vínculo ou associação com nenhum banco, instituição financeira ou órgãos de proteção ao crédito, tais como SPC, Serasa, Boa Vista etc. Em caso de dúvidas fineza fazer contato pelo e-mail [email protected]. Se preferir pode fazer uma pergunta à nossa redação clicando aqui!

O mercado de cartões de crédito tem sofrido muitas alterações nos últimos tempos. O que tem trazido novas alternativas para o trabalhador que consome o produto.

Octávio de Lazari,  presidente do Bradesco, em um almoço na sexta-feira(14), falando do fenômeno dos bancos virtuais,  demonstrou muito respeito pelas empresas do setor, e em especial destacou o Nubank, dizendo que se trata mesmo de uma forte ameaça no mercado digital.

Links que serão úteis a você:

E com uma certa ponta de inveja pelos cinco milhões de clientes que a fintech  ( trata-se da junção das palavras finanças e tecnologia, e diz respeito à empresas que inovam no mercado financeiro através do uso de muita tecnologia) possui hoje, declarou:

“Eu gostaria de ter os cinco milhões de clientes do Nubank. O Nubank é uma ameaça, mas vem fazendo um bom trabalho e precisa ser respeitado

Lazari frisou o pacote de serviços e as novas tarifas praticadas pelo Nubank como algo que precisa ser tratado com muito cuidado pelos concorrentes.

O homem forte do Bradesco afirmou que o seu cartão de crédito que concorre com o Nubank , o chamado Digio, vai bater na casa do 1 milhão de clientes.  Assim como o Next, que é a parte digital do Bradesco,  tem aberto 5 mil contas por dia em média.

Nubank lançou o cartão de débito

Recentemente, na terça-feira, 11, a fintech brasileira lançou também o cartão de débito que pode ser usado para pagamentos e saques nos caixas eletrônicos, na redes bancárias 24horas.

Dessa maneira os clientes do cartão roxo poderão fazer suas compras usando o modo débito. Mas as movimentações  nos caixas eletrônicos custarão  ao usuário uma taxa de R$ 6,50 por cada retirada de valores.

Cartão de crédito Nubank / Fonte: TechTudo
Cartão de crédito Nubank / Fonte: TechTudo

A rigor a tecnologia já estava pronta  desde outubro de 2017 para ser liberada ao mercado, esperava apenas a autorização do Banco Central.

Era portanto, uma questão de tempo para que esses serviços fossem disponibilizados aos seus clientes.

A questão da impossibilidade de realizar o saque e ter de concentrar os gastos todos no cartão de crédito, dificultava para o usuários do produto.

O Nubank teve dificuldade em fechar com a rede banco 24h

E havia uma dificuldade do Nubank, que não possui agências físicas, em fechar com a Rede de caixas 24horas, más que agora foi superado.

O banco virtual recebeu um aporte financeiro do grupo chinês Tencent, uma das gigantes do setor em nível mundial.

E o site especializado The Information, informou que a partir desse investimento da China, o Nubank tornou-se a maior startup de capital fechado de toda a América Latina, com um total de 4 bilhões de dólares de cotação.

A fintech tem expectativa de sair para o enfrentamento com os grandes bancos, agora que se tornou ainda mais competitiva, para além do mercado de cartão de crédito.


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!