Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Em novo golpe, criminosos incluem vítimas em grupos de WhatsApp

Números das vítimas são clonados e utilizados para pedir dinheiro a todos os contatos da agenda

Golpe do WhatsApp – A tecnologia, mais uma vez, está sendo usada a favor do mundo do crime. O objetivo agora é arrancar dinheiro das vítimas por meio do Whatsapp. Cibercriminosos estão mandando mensagens de oferta de empregos. Ao responder a mensagem, o número da vítima é clonado e usado para pedir dinheiro a outras pessoas que estão na lista de contatos.

Mais um golpe do Whatsapp.

Com aproximadamente 13 milhões de desempregados, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a oferta de uma vaga no mercado de trabalho é tentadora.

Entretanto, esse cenário pode oferecer riscos à segurança das informações dos usuários, que ficam expostos a brechas de privacidade.

Bruno Pereira, 22 anos, é uma das vítimas do golpe. O morador de Brasília conta que uma pessoa entrou em contato com ele, de um número com o DDD de Minas Gerais. A proposta era realmente de um emprego. Para conseguir a vaga, porém, Bruno foi orientado a entrar em um grupo de WhatsApp.

O fraudador pediu que a vítima lhe enviasse uma senha, que chegaria via SMS. Assim, ele seria incluído no grupo. “O SMS chegou e eu entreguei a senha. Logo o meu WhatsApp foi clonado e eu não consegui mais ter acesso a minha conta”, contou.

O golpista passou a pedir dinheiro aos contatos de Bruno, se passando pelo rapaz. A conta dele no app precisou ser cancelada e um novo chip, adquirido. Após perceber que tratava-se de um golpe, o jovem registrou boletim de ocorrência na Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos do Distrito Federal (DRCC).

O advogado especialista em direito digital do BVA advogados, Felipe Barreto Veiga, explicou que os crimes de natureza eletrônica são difíceis de serem investigados pela dificuldade que o agente tem de encontrar provas materiais concretas.

Segundo ele, por oferecerem um menor potencial de dano à sociedade, as violações acabam tendo uma prioridade menor dentro das delegacias. “Ainda faltam condições para solucionar esses crimes dentro do Brasil”, disse.

Segurança para não cair em golpes como esse do WhatsApp

Golpe do WhatsApp
Golpe do WhatsApp

Apesar da dificuldade na investigação, especialistas aconselham alguns cuidados para evitar cair na armadilha dos criminosos. Por exemplo, é necessário evitar entrar em sites desconhecidos e jamais preencher qualquer formulário oferecido nas redes.

“As pessoas ainda usam a internet de forma imprudente e o usuário precisa ter uma percepção, e ler as solicitações com cuidado para usar a rede de forma segura”, recomenda o advogado.

Links que vão interessar também:

Fui clonado. E agora?

O especialista também dá dicas caso a pessoa, infelizmente, caia no golpe. Segundo ele, assim que o usuário perceber que foi vítima de uma fraude, o primeiro passo é contatar uma autoridade policial para fazer um boletim de ocorrência.

Caso ela tenha condições, o ideal é contratar um advogado especializado para ser orientada da melhor forma possível.  “A vítima precisa comprovar com urgência que as coisas que aconteceram em nome dela foi por meio de uma fraude”, alertou.

Comentários
Loading...