Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Cartão de crédito consignado não precisa consultar Serasa nem SPC

O cartão de crédito consignado tornou-se logo uma das opções de crédito mais procuradas no mercado.

Ainda que possa parecer algo mais complexo, na verdade  o cartão de crédito consignado funciona da mesma forma que os cartões comuns ou tradicionais.

O usuário pode comprar parceladamente, também pode sacar dinheiro na rede de caixas 24horas. E tem um determinado  limite de crédito permitido pela Instituição financeira.

Contudo, o cliente que possuir o cartão de crédito consignado terá descontado o valor total ou parcial de suas compras,  de forma automática na sua conta corrente, ou conta-salário, vinda elencada a cobrança no próprio contracheque.

Links que vão te interessar:

Cartões de crédito - foto do Jornal O Globo
Cartões de crédito – foto do Jornal O Globo

Quem pode ter um cartão de crédito consignado?

Os clientes que podem ter um cartão de crédito consignado são justamente aqueles que possuam renda fixa garantida e comprovada por meio de contracheques ou comprovantes de aposentadoria ou pensão. E ainda carteira de funcionário público.

Veja que os negativados podem ter um cartão de crédito consignado sem mais problemas quanto à pesquisa de score ou pontuação, ou mesmo quanto ao SPC ou Serasa. Pois entende-se que a sua renda será sempre garantida, e então a possibilidade de desconto é certa.

Quem não consegue se aproveitar desse tipo de cartão são os autônomos e profissionais liberais além dos trabalhadores que não tenham estabilidade no trabalho.

Qual o limite  e a margem para descontos do cartão de crédito consignado?

O limite do cartão será variável de acordo com o perfil salarial do aposentado, pensionista ou servidor público, em análise feita pela instituição financeira.

Mas existe uma margem máxima consignável que não pode passar de 35% do salário líquido do cliente.

Na prática a parcela de desconto fica em torno de 0,05% sobre o salário ou benefício líquido, conforme o caso. Noutras palavras ( cinco por cento sobre o provento líquido mensal).

Exemplificando- o cliente recebe o valor líquido de R$ 2.000,00. Sua margem para empréstimos consignados será de R$ 700,00 a serem parcelados. E o valor máximo dessa dívida possível, a ser cobrada mensalmente em folha é de R$ 100,00.

Lembrando que se a dívida feita no mês, ultrapassar o limite da cobrança da parcela, o cliente pode optar em pagar a diferença através de boleto.

E se não for assim, a dívida será transferida para o próximo mês, mas com a cobrança de juros, ainda que menores do que os praticados no mercado.

Qual o valor da taxa de juros de cartão consignado?

Aqui talvez resida a principal diferença do cartão consignado. Pois o mercado pratica para os cartões comuns escandalosas  taxas  que podem facilmente passarem de 20% ao mês, enquanto que o cartão de crédito consignado fica em média entre 3%  a 3,5% ao mês.

A vantagem parece óbvia, mesmo assim, seria oportuno para o cliente habilitado a obter um cartão nesta modalidade, verificar as outras taxas bancárias cobradas pela instituição bancária,  e fazer comparação entre os bancos, afim de escolher pelos melhores e mais baratos serviços.

Comentários
Loading...