Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Criptomoedas: Unick Forex seria uma pirâmide? Saiba mais


O Diário Prime News é um blog independente, que não tem vínculo ou associação com nenhum banco, instituição financeira ou órgãos de proteção ao crédito, tais como SPC, Serasa, Boa Vista etc. Em caso de dúvidas fineza fazer contato pelo e-mail [email protected]. Se preferir pode fazer uma pergunta à nossa redação clicando aqui!

Seria a Unick Forex uma pirâmide? A empresa que promete retorno de 1,5% a 3% ao dia, ou ainda dobrar o capital investido em até seis meses, atuando no mercado de criptomoedas, está proibida de atuar no Brasil, pela Comissão de Valores Imobiliários (CVM). Entretanto, a empresa apresentou suas defesas. Confira.

Unick Forex seria uma pirâmide de criptomoedas? Saiba mais
Unick Forex seria uma pirâmide de criptomoedas? Saiba mais

O que a Unick Forex oferece aos clientes?

A empresa Unick Forex oferece, oficialmente, cursos e palestras para operar no mercado de criptomoedas.

Entretanto na prática, tem pacotes de investimentos com valores a partir de R$ 99 e que chegam a R$ 297 mil. Sob sua gestão, promete dobrar os valores aplicados em seis meses.

Além disso, a empresa também promete pagar pela indicação de novos investidores; dando bônus para renovações de contrato a cada seis meses.

Ainda fazem parte dos planos de benefícios:

  • Sorteios de prêmios, como relógios e carros;
  • Participação de 2% nos rendimentos da rede de associados que o investidor montar.

Leia ainda:Saldo do FGTS: dinheiro prestes a ser liberado pela Caixa Econômica Federal

Procurador da república acusa a Unick Forex de ser pirâmide

O Ministério Público Federal (MPF) está investigando os negócios da Unick Forex.

A suspeita recai sobre negócios fraudulentos envolvendo ganhos em investimentos, mais conhecidos popularmente como pirâmides.

Segundo o procurador Celso Tres, em entrevista ao Programa Gaúcha, da Rádio Gaúcha, a Unick Forex indica ser um esquema Ponzi. Isto é, um esquema financeiro fraudulento, conhecido como pirâmide, semelhante a TelexFree.

“Nós tivemos um caso, internacional inclusive, que foi a Telexfree no Brasil. Que eram ligações telefônicas, a partir de anúncios, as pessoas pagavam e oferecia 200% de rendimento ao ano. Então aqui no caso é a criptomoeda”. Afirmou o procurador.

Apesar de serem alguns elementos iniciais, como afirma o próprio Procurador Federal, ele afirma que tudo indica se tratar de “um caso clássico de pirâmide financeira”, como foi a Telexfree — que em 2013 foi desmantelada.

Celso Tres é o procurador da república que está investigando o caso.

Mais 45 dias para defesa

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) decidiu conceder mais 45 dias de prazo, para a Unick Forex apresentar sua defesa.

A decisão foi publicada no início de julho, no Diário Oficial da União.

De acordo com a publicação, os responsáveis pela empresa, Alberi Pinheiro Lopes, Leidimar Bernardo Lopes e Fernando Marques Lusvarghi terão até o dia 20 de agosto, para apresentar suas respectivas defesas.

Defesa da Unick Forex

Membro do departamento jurídico da Unick, Marcos Prata, afirmou, em uma conversa com o Portal do Bitcoin, que o que está acontecendo é uma confusão entre o que a empresa vende e a forma como o produto é usado pelo público.

De acordo com Prata, a empresa, apenas, oferece curso voltado para educação financeira.

Contudo, o público interpreta os serviços da empresa, como uma oferta pública de investimentos.

Após um processo ter sido instaurado pela CVM, acusando a empresa de atuar de forma irregular no mercado, a Unick deixou de usar o termo Forex no seu nome e passou a se chamar Unick Academy.

Prata explica que a empresa continua a mesma e que “a única mudança que houve foi de domínio”.

Leia ainda:Criptomoeda do Facebook: conheça mais a Libra, moeda digital que promete revolucionar

Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!