Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Financiamento da Caixa e BNDES para atender quem é MEI em compras; confira


Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

O Diário Prime News é um blog independente, que não tem vínculo ou associação com nenhum banco, instituição financeira ou órgãos de proteção ao crédito, tais como SPC, Serasa, Boa Vista etc. Em caso de dúvidas fineza fazer contato pelo e-mail [email protected]. Se preferir pode fazer uma pergunta à nossa redação clicando aqui!

Precisando adquirir máquinas e equipamentos novos para o seu negócio? Saiba que existe uma linha de financiamento da Caixa com o Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES), que facilita bastante a aquisição. Essa linha de crédito apresenta vantagens diferenciadas, como juros bem abaixo do praticado no mercado, além de ser possível um empréstimo para capital de giro. Saiba mais sobre o FINAME BNDES.

 

Financiamento de máquinas e equipamentos da Caixa e BNDES atende o MEI
Financiamento de máquinas e equipamentos da Caixa e BNDES atende o MEI

Como funciona o financiamento e empréstimo

O objetivo do financiamento é promover e incentivar a produção e aquisição de máquinas e equipamentos nacionais credenciados no BNDES, através de bancos parceiros, como a Caixa Econômica.

O financiamento, disponibilizado pela Caixa, utiliza então os recursos do BNDES para oferecer financiamento às empresas, na aquisição de máquinas e equipamentos novos.

Além disso, é possível financiar, ainda, a aquisição de ônibus e caminhões.

Também existe a possibilidade de empréstimo de capital de giro associado, que poderá chegar até a 30% do valor financiado.

Com o FINAME (nome da linha de financiamento) é possível obter condições e vantagens diferenciadas, com taxa de juros de menos 1% ao mês.

Conheça o processo no infográfico

Financiamento BNDES FINAME Caixa Econômica Federal
Financiamento BNDES FINAME Caixa Econômica Federal

Processo detalhado

Em linhas gerais, o fluxo simplificado de financiamento segue os seguintes passos, com algumas variações, dependendo da linha:

  1. Passo: O interessado escolhe a máquina ou equipamento que deseja adquirir, e verifica se o item consta na listagem de equipamentos financiáveis, pelo BNDES Finame. É possível fazer essa verificação no site do BNDES.
  2. Passo: O interessado procura um agente financeiro credenciado, e, assim, solicita o financiamento do equipamento/máquina.
    1. Os agentes financeiros são instituições financeiras autorizadas a repassar os recursos do BNDES, podem ser bancos comerciais, bancos de desenvolvimento, agências de fomento ou cooperativas de crédito etc.
  3. Passo: O agente financeiro analisa a solicitação e a situação financeira do interessado e, caso aprove a operação, encaminha a solicitação de financiamento ao BNDES.
  4. Passo: O BNDES avalia a solicitação, estando tudo certo, autoriza o financiamento.
  5. Passo: O agente autoriza o fabricante ou distribuidor autorizado a entregar a máquina ou equipamento ao comprador/financiado.
  6. Passo: O fabricante ou distribuidor autorizado entrega a máquina ou equipamento ao comprador.
  7. Passo: O BNDES repassa ao agente financeiro o valor a ser financiado (mediante solicitação e apresentação da nota fiscal).
  8. Passo: O agente financeiro, portanto, transfere o valor ao fabricante ou distribuidor autorizado do equipamento.

Leia ainda:SPC/Serasa: microcrédito solidário é opção de dinheiro para montar ou crescer negócio

Principais benefícios do financiamento

  • Possibilidade de financiar até 85% do bem (máquina ou equipamento);
  • Possibilidade de obter um capital de giro de até 30% do valor do bem;
  • Prazo de pagamento pode chegar a até 120 meses;
  • Período de carência (prazo para começar a pagar) de até 24 meses.

A garantia pode ser o próprio bem

Uma vantagem a se destacar, aliás, é que a garantia pode ser o próprio bem.

Contudo, é necessário consultar junto à Caixa a melhor forma e a mais viável de se constituir uma garantia para a operação.

Taxa de juros

Para microempresas, a taxa de juros fica em torno de 10 a 11% ao ano, o que dá menos de 1% ao mês.

Entretanto, as condições serão negociadas e definidas pela caixa junto ao cliente.

Sistema de Amortização Constante (SAC)

Nesse sistema de amortização as prestações ficam menores a cada pagamento.

Para obter mais informações, acesse o site da caixa, clicando aqui.

Leia ainda:Seguro Itaú paga contas de quem ficar desempregado; saiba detalhes


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!