Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Criptomoeda do Facebook: conheça mais a Libra, moeda digital que promete revolucionar


Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

O Diário Prime News é um blog independente, que não tem vínculo ou associação com nenhum banco, instituição financeira ou órgãos de proteção ao crédito, tais como SPC, Serasa, Boa Vista etc. Em caso de dúvidas fineza fazer contato pelo e-mail [email protected]. Se preferir pode fazer uma pergunta à nossa redação clicando aqui!

Com um investimento cada vez maior, as criptomoedas estão ganhando mais espaço entre o público. Desse modo, diversas empresas no mundo estão investindo nesse mercado, como é o caso da Simens e Microsoft. Agora é a vez do Facebook investir em criptomoedas, com a criação da Libra. Ademais, com um total de 27 parcerias, a moeda digital deve ganhar espaço nos próximos anos, inclusive no Brasil. Entenda algumas situações relacionadas a moeda.

Aplicativo será criado para gerenciar moeda digital

Entenda algumas características da Libra, a criptomoeda do Facebook
Entenda algumas características da Libra, a criptomoeda do Facebook

Assim como ocorreu na criação de fintechs, que operam contas digitais e cartão de crédito, a criptomoeda terá um aplicativo para o gerenciamento. Isso é, uma carteira digital, que deverá se chamar Calibra. Ela está prevista para ser lançada em 2020.

A Calibra, portanto, usará a criptomoeda, como já mencionado, denominada Libra.

Desse modo, enquanto o aplicativo segue em fase de criação, o WhatsApp e o Messenger, ferramentas de bate-papo do Facebook, irão ter acesso à Calibra.

Inicialmente a ideia é de realizar pagamentos e transferências online. Entretanto, conforme a moeda se consolida, as demais funcionalidades da criptomoeda serão executadas.

Saiba mais: Entenda como agendar pagamentos na NuConta, a conta digital do Nubank

Associação Libra administrará criptomoeda

A Libra é resultado de uma parceria liderada pelo Facebook e que conta com participação de empresas como Mastercard, Spotify e Vodafone.

Desse modo, foi criada a Associação Libra, para realizar a administração da moeda. Ainda de acordo com a empresa, ela se apresenta como uma entidade sem fins lucrativos.

Além disso, a associação demonstra interesse em atuar no cotidiano dos clientes, de uma forma conveniente. Com estas empresas parceiras, uma das funcionalidades da moeda será a de pagamento de produtos e serviços da internet.

Saiba mais: Mercado de trabalho: Linkedin, ações simples e até gratuitas podem ajudar trabalhador se destacar

Forma de contratação e segurança

Por se tratar de uma lançamento no mercado, é normal que o consumidor tenha algumas dúvidas em relação ao assunto. Assim, uma dúvida que aparece é em relação a contratação do produto.

Ainda não é possível contar com a Libra. Ela deve estar disponível no início de 2020, conforme previsão da Associação.

Além disso, é preciso ter cuidado no momento de avaliar a compra da moeda. Ao contrário do Bitcoin, a Libra não tem como objetivo a especulação financeira, baseada nas bolsas de valores.

O objetivo da nova criptomoeda é substituir o dinheiro em cédula nas transações do dia a dia. Além de ser uma opção na forma de pagamento de produtos e serviços.

Saiba mais: Conheça alguns golpes mais praticados com o cartão de crédito e saiba se proteger


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!