Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Saiba mais sobre o que acontece após 5 anos de CPF negativado no SPC/Serasa/SCPC


Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

O Diário Prime News é um blog independente, que não tem vínculo ou associação com nenhum banco, instituição financeira ou órgãos de proteção ao crédito, tais como SPC, Serasa, Boa Vista etc. Em caso de dúvidas fineza fazer contato pelo e-mail [email protected]. Se preferir pode fazer uma pergunta à nossa redação clicando aqui!

SPC/Serasa/SCPC – O Código de Defesa do Consumidor prevê um tempo máximo para cobrança de dívidas com bancos, como as de cartão de crédito e empréstimos não pagos, por exemplo. O prazo máximo permitido que o CPF pode ficar negativado no SPC, Serasa e SCPC (Boa Vista) é de 5 anos. Entretanto, após esse tempo, o que de fato ocorre? Entenda.

Por quanto tempo o nome pode ficar sujo no SPC/Serasa/SCPC?

O que acontece após 5 anos de nome negativado no SPC e Serasa? Entenda. Foto: Márcio Fernandes/Agência Estado

O que acontece após 5 anos de nome negativado no SPC, Serasa e SCPC (Boa Vista)? Entenda. Foto: Márcio Fernandes/Agência EstadoQuando o nome está inscrito no SPC/Serasa/SCPC (Boa Vista), o CPF ficará irregular até o devedor quitar a dívida. Desse modo, assim que a dívida for paga, o nome volta a ficar limpo em até cinco dias úteis.

Entretanto, quem não paga o débito no prazo máximo de 5 anos após ser negativado, também ficará com o nome limpo. Deixando, assim, de constar nos órgãos de proteção ao crédito.

Contudo, ter o nome limpo após esse período, não elimina a dívida. E a empresa credora, por sua vez, poderá continuar as cobranças.

Veja também: 

Não paguei a dívida e limpei o nome. Posso ser incluído novamente no SPC/Serasa?

O nome, de fato, volta a ficar limpo mesmo sem pagar a dívida no período dos 5 anos estipulados por lei. Porém, existem outras consequências legais, que podem interferir na vida financeira do devedor.

Vale salientar, que o credor tem o prazo de 5 anos contados do vencimento de cobrar a dívida na Justiça ou protestá-la em cartório.

Durante esse tempo, os juros seguem correndo. Já o banco, por sua vez, continua podendo cobrar o devedor pelo resto da vida.

Veja também: 

Se o credor não entrar com ação judicial durante esse período (5 anos), a única cobrança que pode ser feita é extrajudicial. Como as que são feitas através de cartas e ligações com propostas de renegociação. O consumidor, por sua vez, pode alegar que a dívida expirou e que não irá pagar.

No entanto, vale lembrar que, tomando essa medida de não pagar o débito, o histórico do consumidor sempre ficará marcado. A pontuação do score poderá permanecer baixa e as dificuldades de conseguir crédito no mercado aumentarão consideravelmente.

Todavia, o nome não volta a ficar sujo por conta dessa dívida. Ele é retirado, portanto, dos órgãos de proteção ao crédito.

Como o CPF é incluído no SPC/Serasa/SCPC?

Quando o consumidor deixa de pagar uma conta e não renegocia o débito, o CPF vai para lista dos órgãos de proteção ao crédito, como SPC/Serasa/SCPC (Boa Vista).

Entre as principais causas para a negativação estão o não pagamento de empréstimos, fatura de cartão de crédito e cheques sem fundo.

Durante o período de atraso de pagamento, a empresa credora pode entrar em contato para renegociação da dívida. Antes mesmo de enviar o CPF para esses órgãos.

Caso a situação não seja regularizada, o consumidor é comunicado via carta sobre a negativação do seu nome no SPC/Serasa.

Veja também: 

Geralmente, o devedor tem o prazo de 10 dias para resolver a situação, a contar da data de recebimento da carta.


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!