Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Aumentar o Score para facilitar empréstimo e outros: BC estuda medida; veja o que seria preciso


O Diário Prime News é um blog independente, que não tem vínculo ou associação com nenhum banco, instituição financeira ou órgãos de proteção ao crédito, tais como SPC, Serasa, Boa Vista etc. Em caso de dúvidas fineza fazer contato pelo e-mail [email protected]. Se preferir pode fazer uma pergunta à nossa redação clicando aqui!

Score de Crédito no SPC e Serasa – Um dos elementos utilizados para análise de crédito é o famoso Score. Portanto quanto maior a quantidade de pontos por ali, mais confiável é considerado o consumidor, perante o mercado. As possibilidades, claro, aumentam consideravelmente para qualquer tipo de crédito (inclusive o empréstimo). No entanto, não se pode dizer o mesmo quando o Score está baixo.

Nesse contexto, buscando facilitar a concessão de empréstimo e afins, o Banco Central estuda meios de ajudar a aumentar o Score de Crédito no SPC e Serasa, bem como diminuir os juros na hora da concessão de crédito.

Saiba mais:SPC/Serasa: compras a prazo podem diminuir de alguma forma o score de crédito do consumidor? Entenda.

Os planos do Banco Central envolvendo o Score no SPC/Serasa

Aumentar o Score e facilitar crédito para empréstimo: Banco Central estuda medida
Aumentar o Score e facilitar crédito para empréstimo: Banco Central estuda medida

Recentemente, o atual presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou que se estuda formas de promover a educação financeira no país; com isso, surgiriam  incentivos específicos, como por exemplo, a elevação do Score de Crédito no SPC e Serasa.

Saiba mais:Empréstimo negado? Conheça possíveis motivos além do CPF negativado no SPC e Serasa.

Em outras palavras, o objetivo é reunir os órgãos de proteção ao crédito e estimulá-los a difundir conteúdos (cursos) de educação financeira. Dessa forma, consumidores poderiam aumentar o seu Score de Crédito, quando realizassem os tais cursos.

O programa de educação financeira e a redução de juros

Além da oportunidade de conseguir encontrar formas de aumentar o Score, outro intuito do Banco Central é, futuramente, reduzir os juros em produtos ditos emergenciais.

Alguns exemplos disso seriam o rotativo do cartão de crédito e o cheque especial.

Segundo o presidente do Banco Central, essas duas modalidades de crédito estão entre as mais caras do mercado. No entanto, são justamente elas que são as mais acessadas pelas pessoas que ganham pouco e possui um grau mais baixo de escolaridade.

Outra iniciativa estudada é realizar um tipo de programa de milhagem, incentivando a participação em cursos de educação financeira. A pessoa iria acumulando pontos e, posteriormente, os trocaria por produtos bancários.

Educação financeira como chave contra inadimplência

Dado que a inadimplência e o nome no SPC e Serasa são frutos, dentre outras coisas, da carência de educação financeira, a medida pode ser bem interessante para o consumidor.

Saiba mais:Mercado Livre: saiba mais detalhes sobre o empréstimo a negativados no SPC e Serasa.

Com um consumidor mais consciente, possuindo mais conhecimento sobre finanças e sobre as formas de gerenciar seus recursos, pode-se reduzir efetivamente a quantidade de pessoas com o nome sujo.

E não só isso, a medida pode ser uma porta aberta para ajudar a economia girar. Dando, assim, ao consumidor, mais acesso a produtos e serviços financeiros.

Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!