Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

- Publicidade -

Cashback do cartão de crédito vale mais a pena do que programas de pontos e de milhas? Entenda


O Diário Prime News não tem vínculo com nenhum banco ou instituição financeira. O objetivo do nosso blog é oferecer aos nossos leitores informações úteis, de qualidade e verídicas. Em caso de dúvidas fineza fazer contato pelo e-mail [email protected]. Se preferir pode fazer uma pergunta à nossa redação clicando aqui!

Modalidade de pagamento devolve ao consumidor parte do valor gasto em compras com o cartão de crédito. Popular nos Estados Unidos, o cashback tem ganhado força no Brasil com o surgimento de startups focadas no serviço. Entenda mais dessa modalidade e veja se vale a pena, quando comparada a outros programas de vantagens. Enfim se realmente dá para o usuário “ganhar dinheiro” com isso.

Cartão de crédito: devolver em dinheiro parte do gastos é vantajoso? Entenda
Cartão de crédito: devolver em dinheiro parte do gastos é vantajoso?Entenda

Com funciona o Cashback do cartão de crédito?

Com a popularização e aumento do comércio online, e muitas vezes com o uso do cartão de crédito, os comerciantes foram obrigados a inovar para se destacar.

Com isso, os consumidores foram beneficiados com várias vantagens oferecidas, inclusive o cashback.

No cashback, que não é sinônimo de desconto, o usuário recebe uma parcela do valor que gastou com o cartão de crédito, na forma de bônus em reais ou dinheiro em conta corrente.

O modelo de negócios é simples: por atrair o cliente à loja, os sites de cashback recebem uma comissão, pois funcionam como uma plataforma de anúncio.

Parte desse valor, então, é repassado para o consumidor.

Leia ainda:FGTS depositado na Caixa deve se tornar a melhor aplicação em renda fixa? Entenda

Opções de cartões de crédito que oferecem cashbacks

Méliuz

O Méliuz tem atualmente cerca de 1.600 locais cadastrados, cada um com sua taxa de retorno.

O usuário do cartão terá 0,8% mais o cashback definido pelo estabelecimento, e pode chegar até 15%.

Itaú Ipiranga

O Itaú é outro banco com programa do tipo.

Em parceria com a Ipiranga, o banco lançou um cartão que promete retorno de 3,5% em compras nas unidades da marca e 1% nas outras compras.

Em postos Ipiranga, o dono do cartão tem 5% de desconto na hora de abastecer o carro, mediante uso do aplicativo da marca.

Além disso, os clientes não têm retorno se usarem concorrentes do Ipiranga. Um reforça o outro.

Original

O Original, banco de plataforma digital, já oferece o serviço desde o ano passado.

Suas opções de cashback mudam de acordo com o cartão de crédito utilizado, e podem ir de 0,15% na opção mais simples a 1,5%, na opção premium.

O que vale mais a pena: milhas, pontos ou cashback?

Para a maioria dos usuários, o dinheiro de volta (cashback) é uma forma mais vantajosa e prática na comparação com as outras.

Muitas pessoas simplesmente não viajam o suficiente para fazer o programa de milhas valer a pena.

Além disso, um programa de pontos para serem trocados por produtos, também pode não ser interessante, já que o cliente do cartão de crédito pode não ter a necessidade ou interesse de adquirir os produtos oferecidos.

Como analisar se o cartão com cashback vale a pena?

É preciso analisar a relação custo-benefício.

O cliente precisa verificar os custos envolvidos, como anuidade do cartão de crédito e valor mínimo de faturamento, e, assim, observar se o consumo mensal com o cartão de crédito é significativo, para que os valores de cashback compensem.

Outrossim ainda que a relação custo-benefício seja vantajosa, é preciso, antes de tudo, acompanhar o contrato que foi firmado.

Eventualmente, alguns programas de recompensa mudam com o passar do tempo e podem se tornar desvantajosos.

Leia ainda: Trigg Visa Batman: cartão de crédito com superpoderes? Veja se é isso mesmo


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!