Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Banco pode impedir uso do cartão para CPF negativado no SPC e Serasa? Descubra mitos e verdades


Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

O Diário Prime News é um blog independente, que não tem vínculo ou associação com nenhum banco, instituição financeira ou órgãos de proteção ao crédito, tais como SPC, Serasa, Boa Vista etc. Em caso de dúvidas fineza fazer contato pelo e-mail [email protected]. Se preferir pode fazer uma pergunta à nossa redação clicando aqui!

De acordo com o SPC e Serasa, o Brasil tem cerca de 62 milhões de inadimplentes, número correspondente à população da Itália. Para reduzir, portanto, essa triste estatística e limpar o nome e CPF dos principais cadastros de inadimplência do país, descubra os mitos e verdades que irão esclarecer sobre a negativação e ajudá-lo a conhecer seus direitos nessa situação.

7 mitos e verdades sobre ter o nome e CPF limpo no SPC e Serasa

7 mitos e verdades sobre nome limpo no SPC e Serasa
7 mitos e verdades sobre nome limpo no SPC e Serasa

A seguir, portanto, você fica com os mitos e verdades que envolvem a temática sobre negativados no SPC e Serasa.

1. Meu nome pode ser negativado sem eu estar devendo.

Sim! Isso é possível! Documentos e assinaturas falsas podem sujar o nome de uma pessoa. Portanto, em casos como esse, é importante fazer um boletim de ocorrência. Também é recomendável procurar a empresa credora para encontrar uma solução.

Outro detalhe importante, é o consumidor avisar ao órgão de proteção ao crédito (SPC, Serasa…) de que sua documentação foi clonada.

A situação pode lhe render o direito de ser indenizado pela empresa credora, por danos morais.

2. Se renegociar a dívida, meu nome continua sujo até quitá-la.

Isso não é verdade! No momento em que renegocia a dívida, o consumidor assina um documento que extingue a dívida anterior, para dar lugar a outra dívida. Desse modo, após efetivar o pagamento da primeira parcela, o nome do consumidor é retirado dos cadastros negativos como SPC e Serasa.

Caso por algum motivo isso não ocorra (a retirada do nome dos cadastros negativos), o consumidor tem o direito de entrar com uma ação judicial contra a empresa. Pedindo, assim, a imediata exclusão e indenização.

No entanto, vale ressaltar que, ao renegociar a dívida, o devedor precisa ter certeza de que conseguirá arcar com as parcelas. Se não conseguir cumprir com o combinado nas datas preestabelecidas, seu nome voltará a ficar sujo.

3. A empresa precisa avisar que meu nome será negativado.

Sim. Isso é verdade. O devedor necessita ser avisado por meio de uma notificação do órgão de proteção ao crédito. Desse modo, deverá constar na informação que, caso o consumidor não quite a dívida no prazo estipulado, seu CPF será negativado.

Há uma determinação no Código de Defesa do Consumidor, que sinaliza que essa notificação precisa ser enviada por escrito, com antecedência.

4. O banco pode impedir que eu use meu cartão de crédito.

Não, isso não é verdade. Mesmo que uma pessoa possua seu CPF negativado no SPC e Serasa, ela poderá seguir usando o serviço de cartão de crédito ou outros empréstimos, que porventura possua.

Entretanto, vale ressaltar que essa pessoa poderá ter dificultada a concessão de novos serviços de crédito, pela instituição financeira.

5. O banco pode descontar dinheiro da minha conta automaticamente.

É verdade! Em função de um empréstimo não pago, o banco pode descontar de maneira automática, dinheiro da conta corrente do devedor. No entanto, isso precisa estar previsto no contrato assinado.

O próprio Superior Tribunal de Justiça ratifica que o banco pode fazer descontos de quanto desejar. Só não poderá fazer isso em empréstimos consignados, que possuem um limite de 30% da quantia que esteja em conta corrente.

Em se sentindo lesado com os valores descontados, o consumidor deve procurar os seus direitos na Justiça. E, assim, renegociar a dívida.

Descontos que atrapalhem a subsistência de um devedor, podem ser discutidos na Justiça.

Links que vão interessar também:

6. Posso ser recusado em uma vaga de emprego.

Depende. Conforme reza na legislação, o processo de recrutamento e seleção de uma empresa, precisa estar respaldado em detalhes técnicos e não de cunho pessoal. Em outras palavras, o candidato a uma vaga de emprego não pode sofrer ação discriminatória.

No entanto, em relação a casos específicos como nome negativado no SPC e Serasa, a compreensão jurídica é de que tudo vai depender da empresa e da tarefa a ser exercida.

7. Um concurso público pode me eliminar.

Depende. Em geral concursos públicos não podem eliminar candidatos por nome sujo. Isso, com exceção de concursos para o setor bancário.

Concursos, por exemplo, para cargos no Banco Central, na Casa da Moeda ou no BNDES, podem exigir um CPF “limpo”.


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!