Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Saiba tudo sobre o 13º de 2019

Este ano, a gratificação natalina conta com algumas novidades


Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

O Diário Prime News é um blog independente, que não tem vínculo ou associação com nenhum banco, instituição financeira ou órgãos de proteção ao crédito, tais como SPC, Serasa, Boa Vista etc. Em caso de dúvidas fineza fazer contato pelo e-mail [email protected]. Se preferir pode fazer uma pergunta à nossa redação clicando aqui!

Brasília, 19 de novembro – Nesta reta final de ano o brasileiro só pensa no 13º salário. Seja para os presentes de natal, férias de final do ano ou pagar aquela dívida. Segundo números do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudo) o montante destinado ao pagamento extra de final de ano deve injetar R$ 214,6 bilhões na nossa economia.

Segundo a Lei n° 4.090/62, o cálculo da gratificação natalina corresponde a 1/12 (um doze avos) da remuneração devida em dezembro, por mês trabalhado. De forma bem simples, basta dividir o valor do salário integral por doze e depois multiplicar pelo número de meses trabalhados. Lembrando que vale transporte, vale refeição e bonificação por lucro em desempenho, não entram no cálculo

Leia também: 13º salário para pagar dívidas? saiba como ter a estratégia correta

Os aposentados e pensionistas começaram a receber o 13º salário em agosto deste ano. (reprodução: internet)

O dia de pagamento do 13º salário não é o mesmo para trabalhadores da iniciativa privada, aposentados, pensionistas e servidores públicos

Os trabalhadores de iniciativa privada são os primeiros contemplados. Segundo a legislação trabalhista, a primeira parcela do 13º deve ser depositada até o dia 30 de novembro. A segunda deve estar disponível até o dia 20 de dezembro. A lei também permite que o empregado solicite adiantamento da primeira parcela do benefício quando tirar férias.

Se tratando dos beneficiados pelo governo, que são os casos dos servidores públicos, aposentados e pensionistas do INSS, o prazo pode variar dependendo do dinheiro que o governo tenha em caixa. Independente da variação de datas, o estado é obrigado a depositar o salário extra para os seus funcionários.

O calendário é variável para os servidores públicos. Para servidores federais (ativos, aposentados e pensionistas) a primeira parcela costuma ser liberada em Junho. Para os estaduais, por conta da crise fiscal, o estado acaba esfacelando o benefício em parcelas. Há estados, por exemplo, que ainda estão pagando parcelas do décimo terceiro do ano passado.

A classe aposentada e pensionista começou a receber mais cedo. Em 2019, o pagamento da primeira parcela foi efetuado entre 26 de agosto e 6 de setembro. A segunda parcela está prevista para o próximo dia 25 de novembro e 6 de dezembro.

Em Agosto deste ano, o presidente Jair Bolsonaro publicou uma medida provisória que torna lei a antecipação do 13° obrigatória. O adiantamento já é feito, mas precisa ser confirmada anualmente pelo governo. Essa medida provisória ainda tramita pelo Congresso Nacional.

Bolsa família passa a receber décimo terceiro salário

A novidade deste ano é o décimo terceiro do Bolsa Família. A medida Provisória foi uma das promessas de campanha do atual presidente. O benefício vai custar R$ 2,58 bilhões aos cofres públicos. A princípio, o pagamento extra só está previsto para este ano, pois não há previsão orçamentária na PLOA 2020.

Leia também: Bolsa Família: O que acontece se as famílias descumprirem os compromissos do programa?


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!

Comentários
Loading...