Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

INSS: revisão de valor da aposentadoria foi utilizado como golpe; confira detalhes

Organização criminosa pode ter movimentado 190 milhões de reais.


O Diário Prime News é um blog independente, que não tem vínculo ou associação com nenhum banco, instituição financeira ou órgãos de proteção ao crédito, tais como SPC, Serasa, Boa Vista etc. Em caso de dúvidas fineza fazer contato pelo e-mail [email protected]. Se preferir pode fazer uma pergunta à nossa redação clicando aqui!

Pelo menos 300 idosos prejudicados, embora esse número possa aumentar no decorrer das investigações, foram prejudicados com uma falsa promessa de revisão no valor de suas aposentadorias do INSS. Os Ministérios Públicos do Rio de Janeiro e São Paulo, prenderam ontem, 27 de junho, 16 pessoas da organização criminosa responsável pelo golpe.

Revisão de valor da aposentadoria do INSS foi utilizado como golpe; confira
Revisão de valor da aposentadoria do INSS foi utilizado como golpe; confira

Associação de fachada, com nome e sede própria, era utilizada no golpe

A quadrilha dizia atuar em defesa de beneficiários da Previdência Social, e toda uma estrutura de fachada, ajudava a convencer as pessoas.

Os criminosos, através do envio de correspondências, ofertavam a idosos que recebem aposentadoria pelo INSS, o serviço de revisão do benefício.

Em média, prometiam para quem recebe R$ 1.000,00, acréscimo de R$ 800,00 no valor da aposentadoria, baseado em lei.

Além disso, chegavam a prometer um valor retroativo de 30 mil reais, em muitos casos.

Eles, também, informavam se tratar de uma decisão do Supremo Tribunal Federal, para fortalecer o argumento e convencer as pessoas.

Ainda de acordo com os investigadores do Ministério Público, a quadrilha se dividia em três núcleos para gerenciar as operações.

Os aposentados do INSS pagavam anuidades

As vítimas do golpe pagavam uma anuidade para se associar e ter direito a revisão do benefício do INSS.

Com valores entre R$ 1.050 e R$ 3.000, podiam ser divididos no cartão de crédito ou boleto.

Além disso, havia uma cláusula  de “prorrogação de contrato” onde o aposentado pagaria anuidades indefinidamente, pelos serviços prestados.

Leia ainda:Será que é contra lei idoso ter CPF incluso no SPC/Serasa? Entenda

Golpe pode ter sido facilitado pelo vazamento de informações

O MP ainda deve esclarecer esse fato, pois os criminosos tinham acesso ao banco de dados da Previdência Social.

Eles sabiam, portanto, para quais pessoas deveriam mandar as correspondências.


Em nota, o INSS (Instituto do Seguro Social) informa que todos os dados de segurados e beneficiários são sigilosos e que servidores da autarquia não são autorizados a fornecer informações sobre os segurados.


Contudo, a Procuradoria Geral da República divulgou que está analisando pedido de investigação, quanto ao vazamento de informações sigilosas de aposentados e pensionistas do INSS.

Tal vazamento teria ocorrido para instituições financeiras que fazem empréstimos consignados.

Leia ainda:Limpar o nome sem pagar a dívida? Golpes usam Feirão Serasa para enganar consumidores; confira!


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!