Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Tire suas dúvidas: é possível sacar na Caixa o FGTS de quem já morreu?


O Diário Prime News é um blog independente, que não tem vínculo ou associação com nenhum banco, instituição financeira ou órgãos de proteção ao crédito, tais como SPC, Serasa, Boa Vista etc. Em caso de dúvidas fineza fazer contato pelo e-mail [email protected]. Se preferir pode fazer uma pergunta à nossa redação clicando aqui!

Quando algum familiar morre, a família fica encarregada por resolver algumas situações e possíveis problemas do ente falecido. Mas, na hora em que é preciso agir, muitas pessoas ficam em dúvida diante de tantas possibilidades e burocracia. No caso do FGTS, por exemplo, será que é possível sacar o dinheiro do fundo de garantia de quem faleceu? Confira abaixo.

Tire suas dúvidas: é possível sacar o FGTS de quem já morreu?
Tire suas dúvidas: é possível sacar o FGTS de quem já morreu?

É possível sacar o FGTS de um familiar falecido?

Sim, é possível! Os herdeiros podem sacar o saldo do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) de trabalhador falecido.

Logo pelas novas regras de saque na Caixa, caso o titular da conta venha a falecer, os dependentes podem fazer o saque integral da conta.

Portanto, em outras palavras, não há o limite pré-estabelecido de R$500.

Para tanto, os herdeiros precisam estar listados na “Relação de Dependentes” que é fornecida por instituto oficial de Previdência Social ou na “Declaração de dependentes habilitados à pensão”, que é fornecida pelo órgão pagador da pensão.

Mas caso o falecido não tenha dependentes diretos, os sucessores podem receber o saldo da conta vinculada ao FGTS. No entanto, eles precisam apresentar duas declarações de consenso: a primeira, então, é entre os herdeiros, pois todos devem estar de acordo que o saque seja realizado.

Contudo a outra é uma declaração afirmando que não há mais herdeiros e nem sucessores. Em suma, ambas devem ser reconhecidas em cartório.

Leia também: Ainda não sacou os R$ 500 do FGTS? Veja regras e tire dúvidas

Quais os documentos necessários para sacar?

Para fazer o saque do FGTS, é preciso levar os seguintes documentos:

  • Documento de identificação do herdeiro/dependente/sucessor;
  • Número do PIS/PASEP do titular da conta;
  • Carteira de Trabalho do titular falecido;
  • Declaração de consenso autenticadas em cartório;
  • Declaração de dependentes habilitados;
  • Documento de identificação e CPF dos dependentes para abertura de caderneta de poupança, caso eles sejam menor de idade.

Vale lembrar que o atendimento é presencial em uma das agências da Caixa Econômica.

Como consultar o saldo do FGTS?

A consulta pode ser realizada pelo FGTS Online.

  1. Primeiro você precisa acessar o site da Caixa;
  2. Coloque o número do PIS;
  3. Clique em esqueci a senha;
  4. Vai abrir uma página com as cláusulas de mudança de senha, clique em aceitar;
  5. Ele vai pedir a senha do cartão cidadão; então é só informar e cadastrar uma nova senha para internet. Feito isso o processo acaba nesse ponto;
  6. Caso contrário, clique que esqueceu a senha;
  7. Você vai ser encaminhado para uma página para que preencha os dados pessoais; é só preencher e confirmar;
  8. Então, você será direcionado a uma página para recadastrar a senha.

Feito isso, portanto, é só fazer o seu login e acessar seu dados do FGTS.

Consultar FGTS pelo CPF

O CPF pode ajudar na consulta do saldo do fundo de garantia. Isso porque ele é o caminho para consultar o PIS, que é necessário para chegar o FGTS.

  1. Consultar o PIS pelo portal Meu INSS;
  2. Usar o PIS para acessar o FGTS.

Assim, você pode checar o FGTS pelo site da Caixa Econômica Federal ou pelo aplicativo.

Pelo site:

1 – Acesse o site do FGTS;
2 – Informe o número do seu PIS que você consultou usando o CPF;
3 – Clique em “Cadastrar senha”;
4 – Leia o regulamento e clique em “Aceito”;
5 – Preencha o cadastro com os dados pessoais do titular;
6 – Crie uma senha com até 8 dígitos e confirme;
7 – Você receberá uma notificação de cadastro realizado.

Em seguida, você já pode consultar o extrato do FGTS. É só preencher o campo do PIS, incluir a senha que você criou e clicar em OK.

Pelo aplicativo

1 – Baixe grátis o aplicativo FGTS;
2 – Na tela inicial, clique em “Primeiro Acesso”;
3 – Leia o contrato e clique em “Aceitar”;
4 – Informe o número do NIS e clique em “Continuar”;
5 – Preencha o formulário com os dados pessoais do titular e clique em “Próximo”;
6 – Crie uma senha e aperte em “Cadastrar”;

Por fim, você já pode consultar o extrato do FGTS usando o aplicativo.

Leia também: Regras para saque do fundo PIS/Pasep e FGTS serão avaliadas; mudanças podem ocorrer

Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!