Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Liberação para saques do FGTS pode chegar ao montante de 30 bilhões; saiba mais


O Diário Prime News é um blog independente, que não tem vínculo ou associação com nenhum banco, instituição financeira ou órgãos de proteção ao crédito, tais como SPC, Serasa, Boa Vista etc. Em caso de dúvidas fineza fazer contato pelo e-mail [email protected]. Se preferir pode fazer uma pergunta à nossa redação clicando aqui!

Diante da percepção de que existe a necessidade de um aquecimento da economia, o governo sinaliza com possibilidade da liberação dos recursos das contas do FGTS. A expectativa é de que isso ocorra pouco tempo depois da aprovação da Reforma da Previdência. No máximo até dezembro, portanto, o dinheiro estaria disponível para saque. Confira mais.

Liberação para saques do FGTS pode chegar ao montante de 30 bilhões- FGTS / Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil
Liberação para saques do FGTS pode chegar ao montante de 30 bilhões- FGTS / Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Saques nas contas inativas

Previsões da equipe econômica do governo são bastante otimistas, e acreditam que poderia-se chegar ao montante de R$ 30 bilhões.

Leia maisWhatsApp e até Facebook são usados para golpes do FGTS; entenda mais

Esses  saques seriam feitos nas contas inativas, ou seja, que já não recebem depósitos há certo tempo.

Evidentemente, todo esse dinheiro no mercado tenderia a promover um estímulo para o comércio pelo país. Por isso mesmo, a medida de liberação se justificaria.

A favor dessa ideia tem-se a iniciativa do governo anterior, que também liberou o saque das contas do FGTS, que estavam inativas em certo período. E a medida serviu, portanto, para dar certo fôlego à economia.

Entretanto, para se chegar a esse valor previsto, a liberação futura precisará ser ainda mais ampla. Isto é, não só as contas inativas seriam alvo de resgate de valores, mas também o saque das contas ativas seria permitido, sob certos critérios.

Mas o saque do FGTS prejudicaria outros setores da economia?

Sempre existe o receio de que os saques nas contas do FGTS possam prejudicar o financiamento de setores, que são sustentados pelo dinheiro desse fundo. Como é o caso do setores imobiliário e de infraestruturas.

Contudo mesmo se o montante previsto for retirado das contas, ainda assim, segundo esses especialistas do governo, isso seria apenas uma parcela pequena diante do total dos valores existentes.

Leia mais: FGTS: Trabalhador deve verificar a conta na Caixa e pode entrar na justiça para revisão,confira

Dessa maneira, isso não seria suficiente para atrapalhar outros setores da economia, que dependem desses recursos.

Para a equipe econômica do governo, chefiada pelo ministro Paulo Guedes, a demanda  fraca desses setores seria mais uma certeza na direção de que, os saques do FGTS, não seriam prejudiciais.

Mas é fato que esses 30 bilhões representariam quase 0,5% do PIB nacional.

A liberação precisa ser somada a outras medidas

Contudo além da medida de liberação do FGTS, de acordo com especialistas, serão necessários outros planos, para recuperar a economia.

Além da reforma da Previdência, outras reformas precisam avançar. Caso contrário, a liberação do FGTS seria, tão somente, uma medida paliativa. Em outras palavras, traria apenas um alívio momentâneo.

Leia mais:  FGTS: quais documentos são necessários para sacar benefício na Caixa?

A agenda do governo precisa ser capaz de atrair investimentos, gerar empregos e aumentar a competitividade.

Dessa maneira, poderá propiciar uma maior segurança jurídica, para os atores econômicos. Acrescentando, assim, confiança aos investidores.

Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!